5 ago 2020 - 22h35

TRICAMPEÃO!

Rubro-negros e alvi-verdes protagonizaram a 19ª final entre eles na história da competição estadual. Com o resultado, o Athletico somou o 10° título sobre o rival e o de número 26 na história do clube.

No primeiro jogo, na Arena, o Furacão venceu por 1 a 0 e levou a vantagem do empate para a finalíssima.

Erick (volante) machucado e Márcio Azevedo (lateral-esquerdo) foram desfalques. Os zagueiros Edu, Felipe Aguilar e Pedro Henrique, os volantes Jaime Alvarado e Richard e os atacantes Geuvânio e Walter não foram inscritos neste torneio.

O técnico Dorival Junior pôde contar com o retorno de Adriano – após este cumprir suspensão por expulsão – e de Bissoli – que era dúvida após ter sofrido lesão na coxa no jogo anterior.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

Aos 3 minutos, em bola esticada, Carlos Eduardo foi acionado. Ele apareceu na entrada da área com pouca marcação. Mas o árbitro marcou impedimento.

Aos 5, Abner avançou pela esquerda, saiu da marcação e chutou para dentro da área. A bola foi direto nas mãos de Muralha.

Partida com muitas faltas, disputas acirradas pela bola e futebol burocrático.

Cobrança para área, Rhodolfo cabeceia. A bola saiu pela esquerda de Santos, sem perigo. Eram 9 minutos.

Um minuto depois, Rafinha colocou na segunda trave. Robson cabeceou desequilibrado, nas mãos Santos.

Aos 11 minutos, Marquinhos Gabriel recebeu fora da área e chutou forte. A bola passou sobre a meta.

Adriano rolou para Nikão pela direita. Ele devolveu para Adriano que, com espaço, mandou com força, mas a bola explodiu na defesa do Coritiba. Eram 17 minutos.

Aos 26, Wiliam Matheus chegou pela esquerda, protegeu a bola e chutou para o gol. A bola foi desviada para escanteio.

Com 30 minutos, Carlos Eduardo tabelou com Bissoli e tocou para Marquinhos Gabriel. Ele demorou para finalizar e não conseguiu concluir em gol.

Três minutos após, Carlos Eduardo recebeu e avançou para a área. Pedalou, tirou a marcação e chutou rasteiro, para defesa de Muralha.

Aos 36 minutos, Galdezani fez o desarme e puxou contra-ataque. Igor Jesus chutou cruzado e o arqueiro rubro-negro desviou, salvando o Athletico.

Boa chegada do Coritiba aos 44 minutos. Gabriel encontrou Robson em boa posição, mas o atacante escorregou e caiu. Grande chance perdida.

Aos 49, no último minuto da primeira etapa, pênalti para o Coritiba. Adriano derrubou Robson dentro da área. Na cobrança, Sabino bateu no canto direito; Santos caiu para a esquerda. 1 a 0 para o time da casa.

2º Tempo

No primeiro minuto, Igor Jesus chegou pela direita e cruzou para a área. A defesa do Athletico afastou.

Aos 6 minutos, Marquinhos Gabriel cobrou falta que passou por todo mundo na área. Nikão recuperou, mas não conseguiu dar continuidade na jogada.

12 minutos, cruzamento na área e Bissoli cabeceou para o gol. A bola passou por cima.

Três minutos após, Adriano levantou na área buscando Carlos Eduardo. A defesa do Coritiba fez o corte para escanteio.

Aos 17 minutos, Robson recebeu de Sabino e  puxou o contra-ataque. Ele segurou, driblou, achou espaço e chutou para fora, à esquerda de Santos. Boa chance.

Cittadini chutou forte de fora da área. A bola passou com perigo no canto do goleiro do Coritiba que caiu e fez a defesa. Eram 22 minutos.

Aos 25 minutos, cruzamento da esquerda de Robson, a bola passou perto da trave e Gabriel chegou para finalizar. Santos defendeu de forma espetacular!

Gabriel passou para Wanderlei que sairia cara a cara com o gol, mas ele perdeu o ritmo e boa chance para finalizar. 29 minutos de jogo.

Boa chegada do Furacão aos 33 minutos. Wellington recebeu dentro da área passe de calcanhar de Marquinhos Gabriel. A bola chegou de frente para o gol, mas ele bateu errado, por cima! Quase o empate.

Jogo tenso. Dorival Junior reclamou muito com o árbitro e acabou sendo expulso, após segundo cartão amarelo.

Quando a decisão se encaminhava para disputa de pênaltis, aos 45 minutos, Khellven aproveitou a sobra fora da área e mandou no ângulo esquerdo de Muralha. Golaço, empate do Furacão e taça na mão! 1 a 1.

E o melhor ficou reservado para o final, mais uma vez. Aos 48, Nikão viu Alex Muralha adiantado, mandau por cobertura e marcou outro golaço. Festa rubro-negra no Couto Pereira. Virada do Furacão tricampeão paranaense!

Ficha técnica

Campeonato Paranaense – 05/08/2020 – Coritiba 1 X 2 Athletico

Local: Couto Pereira.

Horário: 20h00.

Árbitro: Rodolpho Toski Marques.

Cartões amarelos: Wellington, Thiago Heleno, Nikão, Cittadini e Marquinhos Gabriel (CAP); Rodolfo Filemon, Robson (COR).

Cartões vermelhos: Dorival Junior (CAP)

Gols: Sabino (50’ 2T), Khellven (45’ 2T) e Nikão (48’2T).

Athletico: Santos; Adriano (Khellven), Thiago Heleno, Lucas Halter e Abner; Wellington, Léo Cittadini e Marquinhos Gabriel; Nikão, Carlos Eduardo (Vitinho) e Bissoli (Pedrinho). TC: Dorival Júnior.

Coritiba: Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Galdezani e Gabriel; Rafinha (Thiago Lopes), Robson e Igor Jesus (Wanderley). TC: Eduardo Barroca.

Próximo confronto

O Furacão fará a partida que dá o pontapé inicial do Campeonato Brasileiro 2020.

O tricampeão paranaense estreia fora de casa contra o Fortaleza, no Castelão, às 19h00.

O Athletico ainda defenderá este ano o título da Copa do Brasil (participa a partir das oitavas de final) e disputa a Libertadores da América – competição que retorna dia 15/09 em jogo contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia.

Assuntos:


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…