6 set 2020 - 20h05

Athletico perde mais uma e pode entrar na ZR ainda nesta rodada

O Athletico foi ao São Januário enfrentar o Vasco da Gama em partida válida pela 8ª rodada do Brasileirão e foi derrotado pelo placar de 1 a 0.

O jogo iniciou com a equipe da casa tentando imprimir seu ritmo. E logo aos 7 minutos, em rápido contra ataque puxado por Benitez, o meia tabelou com Pikachu, rolou para o meio e achou German Cano sem marcação, livre para empurrar para as redes e abrir o placar.

O Athletico pareceu não sentir o gol e foi para cima. Aos 12 minutos, após boa troca de passes na direita, Geuvanio limpou para a perna esquerda e bateu forte, exigindo boa defesa de Fernando Miguel. O Vasco se fechou de maneira compacta, mas o rubro-negro apresentava um futebol melhor do que nas últimas rodadas, trocando passes com mais velocidade, porém ainda tendo dificuldades para finalizar. Aos 20 minutos, nova chance boa para o Furacão. Pelo lado esquerdo, Christian foi ao fundo e rolou para trás. Cittadini chegou finalizando de direita, mas a bola explodiu na defesa.

A partir dos 25 minutos, o Vasco encaixou a marcação alta e começou a dificultar a saída de bola do Athletico, deixando o jogo mais morno. Apenas aos 41 minutos o Furacão conseguiu criar nova chance, novamente com Geuvânio, arriscando chute de longa distância e levando perigo para o gol do Vasco. Aos 45, após boa descida de Leo Cittadini, Bissoli bateu muito fraco para o gol e facilitou a defesa do goleiro Fernando Miguel. Um minuto depois, o Vasco também levou perigo em chute de longa distância, defendido por Santos, e não houve mais tempo para nada no primeiro tempo.

O segundo tempo começou sem alterações por parte do Athletico, e a dinâmica do jogo também não mudou: posse de bola com o Athletico, e o Vasco jogando fechado e buscando os contra ataques. Somente aos 17 minutos houve a primeira chance de gol na segunda etapa. Após lançamento de Geuvanio, a zaga do Vasco cortou mal e Erick finalizou forte para boa defesa de Fernando Miguel. Aos 23 minutos, Geuvanio recebeu bola na frente da área, mas chutou muito longe.

Eduardo Barros fez, então, 3 alterações. Bruno Leite entrou no lugar de Bissoli, Alvarado no lugar de Richard e Pedrinho no lugar de Fabinho. A mudança deu novo fôlego para o Athletico, que passou a acelerar o jogo. 5 minutos depois, foi a vez de Abner entrar no lugar de Marcio Azevedo. Aos 31, após corte ruim da zaga do Vasco, Pedrinho finalizou forte, mas em cima do goleiro Fernando Miguel.

Aos 33, Lucho entrou no lugar do zagueiro Lucas Halter. Logo no minuto seguinte, o Athletico deu bobeira na saída de bola, Bruno Gomes lançou Ribamar, que cortou para a perna esquerda e bateu de longe marcando um bonito gol. Entretanto, após revisão do VAR foi identificada a falta em Cristian na origem do lance e o gol foi anulado.

A última alteração pareceu deixar o time do Athletico perdido e o Furacão não conseguiu mostrar mais forças para reagir. Apenas no último lance do jogo, Pedrinho recebeu bom lançamento na área e perdeu a última chance do time atleticano isolando a bola. Com a derrota, o Furacão chegou ao seu sexto jogo consecutivo sem vitória na competição, ligando o sinal vermelho para a sequência da temporada.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…