28 set 2020 - 0h29

Colo-Colo confirma caso de coronavírus em integrante da delegação que esteve em Curitiba

Após a derrota por 2 a 0 para o Athletico na última quarta-feira (23), pela 4ª rodada do Grupo C da Libertadores, o Colo-Colo, do Chile, comunicou no sábado (26) um caso positivo de Covid-19 entre a delegação que esteve no Brasil para a partida. A confirmação do caso resultou no adiamento da partida contra o Deportes Antofagasta, pela 12ª rodada do Campeonato Chileno e que iria ocorrer às 11 horas manhã do último sábado – a partida foi suspensa apenas meia hora antes do apito inicial, no Estádio Monumental de Santiago.

Seguindo os protocolos locais do Ministério da Saúde, o Colo-Colo informou que “todos os que viajaram ao Brasil serão mantidos em quarentena preventiva até que a Autoridade Sanitária encerre o investigação epidemiológica rigorosa (rastreabilidade de casos).”

Dessa forma, coloca-se em risco inclusive a realização do jogo contra o Peñarol, na próxima terça-feira (29), no estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu. O Uruguai é o país com a situação referente à pandemia mais controlada na América do Sul e já informou que tomará medidas sanitárias bem restritivas para impedir a entrada de estrangeiros com relativo risco e/ou suspeita de casos no país.

Sobre o caso positivo em sua delegação, o Colo-Colo informou que possivelmente o contágio tenha ocorrido após o retorno do grupo ao Chile, o que pelo menos tranquiliza sobre um possível contágio da delegação atleticana que esteve no jogo. “No dia em que retornou ao Chile, um membro da delegação teria mantido contato próximo com uma pessoa positiva para Covid-19, situação que foi abordada pela equipe médica do clube, seguindo as instruções do Ministério da Saúde nacional.” O Colo-Colo ressaltou, ainda, que todos os demais integrantes da delegação testaram negativo no exame realizado na madrugada de sexta-feira (25).



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…