29 set 2020 - 11h07

Furacão recebe o Jorge Wilstermann pela Libertadores de olho nas oitavas

Após 4 vitórias seguidas, sendo duas delas na Libertadores, o Athletico recebe nessa terça feira (29) o Jorge Wilstermann na Arena da Baixada, às 21h30, para a quinta rodada da competição internacional mais importante do continente.

Os bolivianos ainda têm chances de classificação e dependem apenas de si, mas para isso precisam vencer o Athletico nesta rodada, permanecendo na zona de classificação. Isso, porém, não será tarefa fácil. O Furacão vem de 4 vitórias, uma delas inclusive contra o próprio Wilstermann na altitude da Bolívia.

Para o jogo, os bolivianos mudaram o esquema tático, reforçando a marcação no meio de campo. O atacante Pato Rodríguez, atacante responsável por dois dos três gols contra o Peñarol na última rodada, recua para a ala transformando o 4-3-3 em um 3-5-2. O provável Wilstermann vem com Giménez; Benegas, Zenteno e Montero; Pato Rodríguez, Justiniano, Torrico, Chávez e Orfano; Serginho e Gilber Álvarez.

Já o Rubro-Negro deve ter força total para a partida e deve vir a campo com: Santos; Abner, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Jonathan; Wellington, Erick, Christian e Léo Citadinni; Pedrinho e Fabinho. Walter (ainda afastado devido à Covid-19), Nikão (com entorse no tornozelo), Márcio Azevedo (dores no joelho) e Renato Kayzer (que não está inscrito na competição) são os desfalques do Furacão.

Em caso de vitória, o Athletico já se classifica para a próxima fase, independente de outros resultados. E ainda, dependendo da matemática, pode garantir a primeira posição do grupo já nesta terça-feira – precisa vencer e torcer pela derrota do Colo-Colo no jogo das 19h15, contra o Peñarol, no Uruguai.O Furacão é líder do grupo com 9 pontos, seguido pelo Wilstermann com 6, Colo-Colo com 6 e Peñarol com 3 pontos. Na última rodada, o rubro negro viaja até o Uruguai.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…