19 out 2020 - 15h03

Modificados, Peñarol e Athletico se reencontram na Libertadores sete meses depois

Muita coisa mudou desde 03 de março de 2020, quando o Athletico enfrentou o Peñarol numa Arena da Baixada com mais de 20 mil presentes, algo possível apenas numa Curitiba antes da pandemia de Corona Vírus.

A vitória por 1×0 contra os uruguaios marcou a estreia do Furacão na Libertadores, e penúltima partida continental antes da parada forçada pela COVID-19. O time então treinado por Dorival Jr. contava com Adriano e Robson Babmbu entre os titulares, e Marquinhos Gabriel entrando no segundo tempo, todos já negociados. Fernando Canesin e Bissoli – autor do gol da vitória -, também titulares, continuam no time, mas recebem poucas oportunidades atualmente.

Além das mudanças no elenco, Paulo Autuori, novo Head Coach do Furacão, deve ser também o terceiro treinador rubro-negro no ano, numa troca que visa melhorar a atual fase da equipe que, embora já classificada e líder de seu grupo na Libertadores, ocupa um incômodo 17º lugar no Brasileirão, vindo de cinco jogos sem vitória.

A confortável situação no certame continental fará com que o Athletico e o provável novo comandante conte com um time misto para a partida, considerando que diversos titulares (como Erick, Léo Cittadini, e Thiago Heleno) sequer viajaram para o Uruguai.

Porém, os Carboneros também contam com mudanças para esse reencontro. Então treinado pelo ídolo uruguaio Diego Forlán, agora o Peñarol conta com Mario Saralegui como técnico. Segundo o GloboEsporte.com, os uruguaios entrarão em campo com Dawson; Giovanni Gonzalez, Formiliano, Gary Kagelmacher e Piquerez; Jesús Trindade e Gargano; Urretaviscaya, Terans e Facundo Torres; Agustín Alvarez Martinez – apenas 5 jogadores que atuaram na derrota em Curitiba.

O adversário poupou os titulares na derrota pelo Campeonato Uruguai, que marcou a estreia do time no certame nacional. Na Libertadores, precisam vencer e torcer para que Jorge Wilstermann não vença do Colo-Colo para se classificarem em segundo do grupo.

Já o Athletico, garantido nas oitavas de final, assegura a primeira colocação no Grupo C mesmo em caso de derrota. Caso isso aconteça, deverá torcer para que o Jorge Wilstermann empate ou perca a partida contra os chilenos. Apenas os bolivianos ameaçam a liderança do Furacão, mas fazem sua última partida contra o Cacique fora de casa.

Peñarol x Athletico será nessa terça (20), às 21h30, e contará com a transmissão do canal Fox Sports.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……