4 nov 2020 - 23h46

Athletico comete muitos erros e está eliminado da Copa do Brasil

O Athletico viajou até o Rio de Janeiro na noite desta quarta feira (04/11) para enfrentar o Flamengo pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Poupando atletas em razão da situação no Brasileirão, o Furacão perdeu por 3×2 e está eliminado do competição nacional.

O Flamengo começou o jogo pressionando e buscando o gol por todos os lados do ataque. Éverton Ribeiro e Bruno Henrique buscando as jogadas em profundidade, sempre visando achar Pedro dentro da área, até finalmente encontrar o atacante que, após falha de marcação de Pedro Henrique, fez um lindo gol. No lance seguinte, o VAR anulou corretamente um pênalti que seria a favor do Furacão, que poderia resultar também na expulsão de Léo Pereira. O Athletico até melhorou, mas teve o ímpeto parado por uma falta inexistente no goleiro Hugo em lance que deixaria Fabinho com o gol aberto para o empate. No lance seguinte, porém, Pedro foi oportunista e ampliou a vantagem carioca. O Furacão ainda descontou com um golaço de Erick, mas foi para o intervalo em desvantagem.

Mesmo perdendo, o Athletico não mudou muito a postura na segunda etapa, ainda demorando para criar e com falta de criatividade no meio campo. Os cariocas, por outro lado, administraram a vantagem tentando criar nos contra ataques. Em uma dessas oportunidades, o VAR anulou gol do Flamengo após encontrar um impedimento milimétrico no início da jogada. Mesmo assim, poucos minutos depois MIchael aumentou a vantagem do rubro negro carioca. O Furacão ainda descontou novamente com Bissoli, mas não foi o suficiente para evitar a eliminação, com o placar final 3×2.

Com a derrota, o Athletico chega à marca de 11 jogos sem vitória. Eliminado da Copa do Brasil, o Rubro Negro ainda tem as oitavas da Libertadores, contra o River Plate, e a sequencia do Brasileirão, onde ocupa a décima nona posição na tabela.



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…