7 nov 2020 - 21h08

UFA!!! ATÉ QUE ENFIM VENCEMOS!!!

Furacão sofre no primeiro tempo contra o Fortaleza, reage no segundo, e com Cadu e Kayzer volta a vencer depois de 11 jogos.

 

 

Não foi um primor. Longe disso.
Mas o Athletico venceu.

Bastante pressionado pela pífia campanha no campeonato nacional, e a eliminação na Copa do Brasil no meio da semana, o clima ainda iniciou mais tenso na tarde de hoje na Arena da Baixada.

Vários torcedores recepcionaram o ônibus do Furacão com pedidos de ordem, raça e maior comprometimento por parte dos atletas.

 

No primeiro tempo isto não surtiu efeito!

A atuação do Athletico na primeira etapa foi desastrosa. Com os três setores parecendo totalmente desconexos, o Fortaleza fez a festa na defesa do time paranaense e encontrou vários espaços.

O Fortaleza entrou ligado no jogo e marcou o Athletico com linhas altas e muita pressão logo nos primeiros instantes. Aos 4´, após falha bisonha do goleiro Santos, o ex-atleticano Bérgson rouba-lhe a bola e chuta ao gol. Pedro Henrique, em cima da linha, salva o CAP.

Aos 7´, nova chegada do Leão do Pici, com chute para fora do atacante David.
O Athletico batia cabeça, aos 16´ o Fortaleza quase marca numa chegada tardia de Bergson.

Mas logo aos 18´, o CAP experimenta a fatídica “Lei do Ex”: David cruza da direita e Bergson, sozinho na área completa para o gol. Fortaleza 1×0.

Ao invés de reagir o Athletico parece atordoado. Sem conseguir trocar três passes seguidos, vê o time do Nordeste crescer e aos 31´, Pedro Henrique salva o Athletico novamente após cabeçada de Bergson em nova falha de Santos.

Furacão não cria uma única situação de perigo na primeira etapa!

 

SEGUNDO TEMPO

 

No segundo tempo, duas substituições de início: Christian no lugar de Khellven, com Erick deslocado para a lateral direita. E Abner no lugar de Márcio Azevedo. As laterais começam a funcionar. Athletico chega com perigo aos 6´ e aos 7´ com Erick e Tiago Heleno respectivamente.

Aos 8´, quando o Athletico pressionava, contra-ataque do Fortaleza. Romarinho lança Bergson que fuzila contra a meta rubro-negra. Seria 2×0, não fosse a ação direta do VAR, que anulou o gol do centroavante tricolor alegando impedimento.

Aos 13´, o Athletico mexe no time: sai Reinaldo e entra Carlos Eduardo. Furacão volta a ter jogada pelo lado esquerdo. Cadu deu maior mobilidade ao ataque rubro-negro e, após assistência de Renato Kayzer, Carlos Eduardo completa para as redes empatando a partida, 1×1!

Athletico assume protagonismo pela primeira vez no jogo e começa a criar várias chances de perigo. Numa delas, aos 27´, Christian solta uma bomba, que explode no travessão de Felipe Alves, goleiro do Fortaleza.

Aos 31´, Nikão quase marca de cabeça, após ótimo lançamento do meia Christian.

Aos 37´ e 45´, Renato Kayzer aparece e quase marca para o Furacão.
Terminaria empatado? Nada disso!

Já nos acréscimos, o guerreiro Kayzer, aos 46´ recebe bola da direita, gira e fuzila de pé esquerdo contra a meta do arqueiro tricolor: VIRA-VIRA NA BAIXADA!!! FIM DO JEJUM!!!

Após o gol, visivelmente emocionado, Renato Kayzer vai às lágrimas após seu esforço e insistência serem recompensados no dia do aniversário do filho! Alegria que coroou a atuação do centroavante rubro-negro, melhor em campo na noite deste sábado.

O Athletico chega a 19 pontos e agora ocupa a 16ª posição no campeonato, abrindo a Zona de Rebaixamento.

Voltaremos à campo no próximo sábado, dia 14/11 em “jogo de seis pontos” contra o ameaçadíssimo Goiás, em Goiânia.

ATHLETICO 2×1 FORTALEZA
Local: Arena da Baixada
Árbitro: Ramon Abatti
Gols: Bérgson (FOR) aos 18´, Carlos Eduardo (CAP) aos 62´ e Renato Kayzer (CAP) aos 90´+2

ATHLETICO: Santos, Khellven (Christian), Pedro Henrique, Tiago Heleno e Márcio Azevedo (Abner); Wellington, Léo Cittadini (Fernando Canesin), e Erick. Reinaldo (Carlos Eduardo), Renato Kayzer (Felipe Aguilar) e Nikão. Técnico: Paulo Autuori (cumprindo suspensão).

FORTALEZA: Felipe Alves, Gabriel Diniz, Paulão, Jackson e Bruno Melo; Romarinho, Felipe, Juninho e Osvaldo (Yuri César). David (Ronald) e Bergson (Wellington Paulista). Técnico: Rogerio Ceni



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……