1 dez 2020 - 21h12

Valente, Furacão luta e mostra personalidade, mas não consegue classificação na Libertadores

Furacão e River se enfrentaram novamente, agora para definir quem ficaria com a vaga para as quartas de final da competição mais importante das Américas. O Athletico levou a melhor e passou de fase na Copa Sul-Americana, em 2006. O River deu o troco em 2019 com a conquista da Recopa.

Na Libertadores, o gol fora é critério de desempate. Portanto, para o Athletico se classificar seria necessário o empate por dois gols ou mais ou vitória simples. Empate com um gol para cada lado levaria a decisão para os pênaltis.

Para essa partida, o Athletico somava mais de um time de desfalques, muitos em virtude da contaminação pelo Covid-19.

Paulo Autuori não pôde contar com Santos, Jandrei, Léo Linck, Khellven, Aguilar, Zé Ivaldo, Abner, Alvarado, Nikão e Geuvânio (Covid-19); Reinaldo (suspenso); Jonathan, Azevedo e Vitinho (machucados). Richard e Carlos Eduardo reforçaram a equipe.

Já o River teve força máxima e Gallardo poderia repetir a escalação do jogo de ida. O clube argentino não tinha nenhum jogador suspenso, machucado ou com Covid-19.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O Furacão chegou bem em boa jogada iniciada por Lucho – aos 6 minutos – no meio. Carlos Eduardo recebeu pela esquerda e cruzou na área para Lucho finalizar: o chute saiu no meio do gol e Armani segurou.

Enfiada de bola para Suarez, Halter chegou por baixo e tirou errado, mas ele se recuperou e fez boa intervenção, pela segunda vez. Eram 10 minutos.

Aos 16, Furacão chegou com muito perigo. Bola levantada na área, Thiago Heleno desviou de cabeça e ela sobrou para Erick, sozinho na área. Ele pegou de primeira, um pouco desequilibrado, e mandou por cima.

Três minutos após, vacilo da zaga rubro-negra com Halter e Suarez surgiu na pequena área, sozinho. Bento avançou, fechou muito bem o ângulo, e fez importante defesa.

24 minutos e Montiel chegou pela direita, cruzou, e a bola sobrou para Casco que finalizou com força, perto da trave direita de Bento.

Mais três minutos e Bento salvou o Athletico. Chegada do River pela esquerda e o goleirão atleticano desviou forte chute na pequena área – a bola ainda explodiu na trave.

No lance seguinte, o Athletico respondeu. Descida em velocidade, bola cruzada na área e Carlos Eduardo cabeceou no cantinho, mas Armani caiu e defendeu.

Aos 42, Carlos Eduardo apareceu na “hora H” e dividiu bem na hora da finalização dentro da área. Na sobra, Bento espalmou um petardo de fora. Grande chance perdida pelo time mandante.

O Athletico, da mesma forma como fez no primeiro jogo, buscou anular as ações por dentro do River, forçando as jogadas pelos lados. No ataque, boas chances criadas. Excelente primeira etapa rubro-negra.

2º Tempo

Sensacional Bento! Cobrança de falta, aos 10 minutos, com força de De La Cruz, Bento espalmou. Na sobra, bola cruzada para área e desviada no cantinho: o arqueiro tocou com a ponta dos dedos e mandou para escanteio.

Cinco minutos depois, descida em velocidade pela direita e o cruzamento encontrou a cabeça de Suarez. A bola desviou levemente em Pedro Henrique e saiu com muito perigo sobre a meta.

Espetacular, Bento! Aos 20 minutos, incrível defesa do goleiraço do Athletco. De La Cruz apareceu totalmente livre na marca do pênalti. Chute à queima-roupa é defendido pelo jovem arqueiro, no seu terceiro jogo como profissional.

Pressão total do River. Aos 25, dois chutes na área pararam na defesa atleticana. Em seguida, lançamento da esqueda encontrou Montiel que chutou com força: a bola passou perto da trave.

Pênalti. Christian chegou atrasado, por trás, e derrubou Borré dentro da área. De La Cruz chutou na trave, a bola bateu nas costas de Bento, pegou novamente na trave e sobrou para o meia abrir o placar. 1 a 0 River, aos 37.

Aos 40, Ravanelli tentou chute forte de longa distância e em média altura. Armani fez boa defesa.

Domínio total do River na segunda etapa. O Furacão se fechou e tentou se defender como pôde. Nas condições e no contexto em que aconteceu a partida, honrosa e bela partida do Furacão. Destaque para a excepcional atuação do arqueiro Bento.

Ficha técnica

Libertadores da América – 01/12/2020 – Oitavas de Final (segundo jogo)

River Plate 1 X 0 Athletico

Local: Estádio Libertadores de América.

Horário: 19h15.

Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN).

Cartões amarelos: Walter, Erick (CAP); Casco, De La Cruz (RIV).

Cartões vermelhos: – .

Gols: De La Cruz (37’ 2T).

Athletico: Bento; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Halter (Bissoli); Erick, Richard (Wellington), Christian e Cittadini; Lucho (Ravanelli), Walter (Kayzer) e Carlos Eduardo (Fabinho). TC: Paulo Autuori.

River: Armani; Rojas, Paulo Díaz e Pinola; Montiel, Enzo Pérez, Casco, Nacho Fernández (Carrascal) e De La Cruz (Ponzio); Matías Suárez (Álvarez) e Borré. TC: Marcelo Gallardo.

Próximo confronto

O Athletico retorna a campo no sábado pelo Brasileirão, 05/12, às 19h00, contra o Fluminense, no Maracanã.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…

Fala, Atleticano

Acarajé pesado

Fomos para a Bahia, desfalcados enfrentar o time desesperado do Bahia, precisando ganhar para sair um pouco da “fila da Zona”… Fomos com LE improvisado,…