Marcus Coelho
 

Nome:

 

Marcus Coelho.

  Gestão:   2001.
  Resumo:  
Foi um presidente atuante e esteve presente no dia-a-dia do time de futebol, conversando com os jogadores e resolvendo toda a sorte de problemas. Em sua gestão, o Atlético foi investigado pela Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado Federal e também da Câmara dos Deputados. Enfrentou com galhardia toda a espécie de pressão política, uma vez que o Atlético foi um dos clubes mais investigados.
       
       
       

Marcus Coelho foi presidente do Atlético por um ano. Durante sua gestão, o clube conquistou o bicampeonato paranaense e campeonato brasileiro, a principal conquista do Atlético em toda a sua história. Apenas essas duas conquistas são suficientes para expressar a passagem de Coelho pela presidência.

Marcus Aurélio Coelho nasceu em Tubarão a 11 de junho de 1957. Mudou-se para Curitiba em 1965 e foi morar perto do Estádio Joaquim Américo. A paixão pelo Atlético foi instantânea. Passou a acompanhar todos os jogos do clube e virou um rubro-negro fanático.

Formou-se Bacharel em Direito e se tornou advogado. Na década de 70, foi convidado para integrar o Conselho Deliberativo do Atlético. Desde então, participou da vida política do clube exercendo todos os cargos, incluindo o de vice-presidente e o de presidente do Conselho. Integrou também, por mais de uma vez, o Comitê Gestor do clube, auxiliando especialmente na área jurídica. Foi, por sinal, um dos responsáveis pela alteração do Estatuto do clube, a partir do qual se implantou o sistema de administração através do Comitê Gestor. Além disso, teve participação direta a favor do clube no caso da suspensão imposta pela CBF, em 1997.

Foi eleito presidente do Comitê Gestor em janeiro de 2001 e, depois, reeleito por mais um semestre. Na sua gestão, o Atlético teve quatro técnicos: Paulo César Carpegiani, Flávio Lopes, Mário Sérgio e Geninho. Foram contratados jogadores que marcaram história no clube, como Alex Mineiro, Souza e Nem. Foi um presidente atuante e esteve presente no dia-a-dia do time de futebol, conversando com os jogadores e resolvendo toda a sorte de problemas. Em sua gestão, o Atlético foi investigado pela Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado Federal e também da Câmara dos Deputados. Enfrentou com galhardia toda a espécie de pressão política, uma vez que o Atlético foi um dos clubes mais investigados. Sua missão foi cumprida no final de ambas as CPI, já que todas as contas e medidas do clube foram aprovadas.

Deixou a presidência logo depois da conquista do título brasileiro, mas não parou de acompanhar o clube. Faz questão de ir a todos os jogos, torcer e vibrar pelo seu Atlético.
 
 
Mais lidas
Últimas Notícias