2003 - Título inédito e único, na galeria atleticana

A Copa Sesquicentenário veio para salvar o ano atleticano de 2003. Em uma competição da qual ninguém mais pode sair campeão, o Atlético fez uma bela campanha e levantou a taça com seu time ‘B'. Para comemorar os 150 anos da emancipação política do estado, foram organizadas diversas comemorações e, uma delas, foi este campeonato.

Com apenas duas derrotas, o Atlético pôde soltar o grito de campeão em cima do Coritiba, em uma final realizada no estádio da Federação Paranaense, o Pinheirão. Comandado pelo técnico Júlio Piza, o time rubro-negro era formado por jogadores que não estavam sendo aproveitados no time principal, devido ao excesso de atletas no elenco. O campeonato foi formado por equipes da primeira divisão paranaense e por times das competições suburbanas da capital, sendo assim, alguns estádios tinham condições precárias, com gramados ruins e pouca iluminação, sendo ruim tecnicamente.

Campeão em cima do Coritiba

Os dois finalistas da competição inédita foram justamente os grandes rivais, Atlético e Coritiba. Para o alviverde, este era um título que não importava muito pois o time estava mais preocupado com uma vaga na Copa Libertadores de 2004 e, após a conquista da mesma, seus jogadores já não estavam mais tão empolgados com os jogos. Para o rubro-negro era o contrário. Apesar de ter conseguido uma subida significativa na tabela do Brasileiro, o Atlético não tinha expectativa de conquistar nenhuma vaga, então contava com este título para dar um prêmio a seus jogadores e para ganhar algo num ano tão apático.

O time do Alto da Glória entrou em campo com seu time principal enquanto Júlio Piza preferiu deixar o time ‘B' jogar, já que eles eram os responsáveis pelo time estar na final. O jogo começou da mesma maneira que aquela noite, frio. Ricardinho abriu o placar mas o time não conseguiu segurar o empate coxa, com Gelson. No segundo tempo, com um jogo equilibrado, o Atlético soube aproveitar melhor as chances e marcou o gol do título com Selmir. O Coritiba ainda tentava empatar quando o árbitro decretou o final da partida. Os poucos torcedores que estavam no estádio comemoraram o título com os novatos atleticanos. A diretoria repassou todo o prêmio para os jogadores que ergueram a taça.

Final - Sesquicentenário - (17/12/2003) - Atlético 2 x 1 Coritiba
L:
Pinheirão; A: Heber Roberto Lopes; P: 2.249; G: Ricardinho, aos 38, e Gelson, aos 40 do 1º; Selmir, aos 30 do 2º.

ATLÉTICO: Tiago Cardoso; David, Alessandro Lopes, Marcio Alemão e Michel Bastos; Alan Bahia, Juliano, Rodriguinho e Jadson; Selmir e Ricardinho. T: Julio Toledo Piza.

CORITIBA
: Fernando; Edinho Baiano (Pepo), Fabrício (Souza) e Reginaldo Nascimento; Maurinho, Ricardo, Djames, Jackson e Roberto Brum; Gélson e Helinho (André). T: Hércules Venzon.

A Campanha

13 jogos: 9 vitórias / 3 empates / 1 derrota / 22 GP / 7 GC

Primeira fase
21/09 – Rio Branco 0 x 3 Atlético
05/10 – Coritiba 1 x 1 Atlético
15/10 – Paraná Clube 0 x 1 Atlético
19/10 – Atlético 4 x 2 Malutrom
25/10 - Atlético 1 x 0 Rio Branco
09/11 – Atlético 2 x 0 Coritiba
19/11 – Atlético 1 x 0 Paraná Clube
22/11 – Malutrom 2 x 1 Atlético

Quartas-de-final
01/12 – Londrina 1 x 2 Atlético
04/12 – Atlético 0 x 0 Londrina (1x2)

Semifinal
11/12 – Capão Raso 0 x 0 Atlético
14/12 – Atlético 4 x 0 Capão Raso

Final
17/12 - Atlético 2 x 1 Coritiba

Artilheiros:
Selmir – 4 gols
David e Ricardinho – 3 gols
Izaías – 2 gols
Jadson, Rodriguinho, Fabrício, Allan Franco, Carlos Alberto, Paulinho Guerreiro, Lê, Dinei, Leandro, Marcelo Régis – 1 gol

Personagens

Ricardinho: apesar de não ter ido muito bem no Campeonato Brasileiro, o atacante deslanchou na copa Sesquicentenário. Foi nesta competição que o jogador marcou seu primeiro gol pelo Atlético.

Selmir: o jogador que estava esquecido e não vinha sendo aproveitado no time principal provou que pode ter um lugar no time e foi o artilheiro, com quatro gols.

Tiago Cardoso: O goleiro mostrou que nesta posição o Atlético está bem servido. Mostrou segurança no gol e foi o responsável pelo furacão não ter perdido o primeiro jogo contra o Capão Raso.

 
Últimas Notícias