Furacao.com
Notícias

Futebol | segunda-feira, 20 de abril de 2015, 14h34

Rubro-Negro tem o 16° comandante desde 2012

Por: Danillo Ribeiro (Furacao.com)

Foto Destaque

Primeiro escolhido da atual diretoria foi Juan Ramón Carrasco [foto: Julia Abdul-Hak]

A demissão prematura de Enderson Moreira, com apenas 8 jogos disputados e ainda no Campeonato Paranaense, escancara novamente um problema antigo na visão da cúpula atleticana e do futebol brasileiro em geral: o de que o problema é sempre o treinador. Desde que Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Administrativo, e Antonio Carlos de Pauli Bettega, o Tataio, presidente do Conselho Deliberativo, assumiram o Furacão, o Atlético já teve 18 mudanças no seu comando técnico nas competições oficiais, com um total de 16 nomes diferentes.

Tudo começou na temporada 2012, após as eleições no final de 2011. O primeiro escolhido para comandar o Rubro-Negro foi o uruguaio Juan Ramón Carrasco. O treinador perdurou durante todo o Paranaense, onde foi segundo colocado, mas foi demitido após a 4° rodada do Brasileiro da Série B. Com sua saída, Ricardo Drubscky assumiu de forma interina, ficando apenas dois jogos à frente do time e dando lugar para Jorginho. O novo técnico ficou no comando apenas até a 15° rodada, e Drubscky, agora como efetivo, reassumiu a equipe.

Em 2013, visando esvaziar o Estadual e pressionar a RPC por um melhor contrato de transmissão dos jogos, a equipe Sub-23 foi á campo no Paranaense. Seu comandante era Arthur Bernardes, que levou a jovem equipe a mais um segundo lugar. Na Copa do Brasil e no início do Brasileiro Drubscky ainda resistia, mas não por muito tempo. O técnico foi mandado embora após a 6° rodada do campeonato nacional, o interino Alberto Valentim assumiu a equipe por uma rodada e, logo após, deu seu lugar para Vagner Mancini. Mancini fez grandes campanhas nas duas frentes nacionais, conseguindo um 3° lugar no Brasileiro e o vice da Copa do Brasil, mas após desavenças com o mandatário Petraglia foi mandado embora.

A temporada 2014 teve início com Dejan Petkovic como treinador do Sub-23 no Paranaense e o desconhecido Miguel Ángel Portugal, mais uma aposta da diretoria, no comando da equipe principal para a disputa da importantíssima Copa Libertadores da América. As equipes fracassaram em ambas as competições, e Portugal foi mantido até a 5° rodada do Brasileiro. Leandro Ávila, de forma interina, comandou a equipe nas quatro rodadas restantes até a parada para a disputa da Copa das Confederações. Após, Doriva foi o treinador contratado, mas que durou apenas 6 jogos. Novamente Ávila foi o interino nas duas partidas que antecederam a chegada de Claudinei Oliveira.

O início negro de 2015 tem ligação, também, com a alta rotatividade no comando. Marcelo Vilhena comandou o hoje praticamente extinto time Sub-23 por apenas 5 rodadas, quando, em uma jogada política visando a eleição de Ricardo Gomyde para presidente da FPF, a diretoria ordenou a volta da equipe principal á campo, quebrando o chamado planejamento da pré-temporada e prejudicando a recuperação física dos atletas. Não deu certo, e a bomba estourou, mais uma vez, no treinador. Após 4 jogos, Claudinei Oliveira foi demitido e Enderson Moreira contratado. E agora, 8 partidas depois, o Atlético está novamente sem um treinador. Com e efetivação de Milton Mendes, o Rubro-Negro chega à mara de 16 treinadores em menos de 4 anos.

Apesar dos números serem assustadores, a alta rotatividade de técnicos não é novidade alguma quando Mário Celso Petraglia é o homem forte do Clube. Segundo matéria de Setembro do ano passado, Claudinei Oliveira foi o 47° técnico contratado em quase 17 temporadas em que o mandatário esteve no Atlético. Contados os interinos, o número, à época, chegava a 58 treinadores.

Sem continuidade no comando técnico, o elenco também permanece enfraquecido e sem nenhum padrão de jogo dentro de campo. Confira a lista de treinadores que passaram pelo Atlético desde que a atual diretoria assumiu:

2012
1° jogo – Juan Ramón Carrasco
5° rodada Brasileiro B – Ricardo Drubscky (INTERINO)
7° rodada Brasileiro B – Jorginho
16° rodada Brasileiro B – Ricardo Drubscky

2013
1° jogo – Arthur Bernardes (Sub-23)
Copa do Brasil e Brasileiro – Ricardo Drubscky
7° rodada Brasileiro – Alberto Valentim (INTERINO)
Copa do Brasil e 8° rodada Brasileiro – Vagner Mancini

2014
1° jogo – Petkovic (Sub-23)
Libertadores – Miguel Ángel Portugal
6° rodada Brasileiro – Leandro Ávila (INTERINO)
10° rodada Brasileiro – Doriva
17° rodada Brasileiro – Leandro Ávila (INTERINO)
19° rodada Brasileiro – Claudinei Oliveira

2015
1° jogo – Marcelo Vilhena (Sub-23)
6° rodada Paranaense – Claudinei Oliveira
10° rodada Paranaense – Enderson Moreira
5° rodada Torneio da Morte - Milton Mendes

Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=46066

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active