Furacao.com
Notícias

Libertadores | quarta-feira, 08 de fevereiro de 2017, 23h54

Salve, Weverton!

Por: Furacao.com

Foto Destaque

Weverton e Gedoz vibram [foto: divulgação]

Depois de vencer a primeira partida contra o Millonarios por 1 a 0, na Baixada, o Atlético foi a Bogotá para encarar os colombianos em seus domínios com a vantagem de jogar por um empate para garantir a classificação para a terceira fase da Libertadores. Mas o adversário soube fazer prevalecer o seu futebol dentro de casa, pressionou o jogo todo e conseguiu devolver o placar, levando a decisão para os pênaltis. No fim, brilhou mais uma vez a estrela e Weverton que, além de fazer diversas defesas importantes durante a partida, defendeu uma penalidade e ajudou a garantir a classificação, carimbada com uma cobrança precisa de Felipe Gedoz para fechar a série em 4 a 2 para o Furacão.

SUFOCO DO INÍCIO AO FIM

No início do jogo, o time de Paulo Autuori pareceu não sentir os efeitos da altitude e, com uma postura até mais incisiva que na primeira partida, foi para cima do Millonarios, levando perigo à meta de Vikonis logo aos dois minutos, quando Pablo cabeceou após cruzamento de Nikão. Mas o ímpeto rubro-negro foi diminuindo e, a partir da metade da primeira etapa, os donos da casa passaram a pressionar o Furacão, que precisou contar com milagres de Weverton para segurar o placar antes de descer para o vestiário.

O Atlético deu a impressão de ter recuperado o fôlego no intervalo. No primeiro minuto, Carlos Alberto dominou a bola na intermediária e arriscou o chute, tirando o “uuuhhhh” da galera rubro-negra. Porém o Millonarios, precisando reverter a vantagem atleticana, também se lançou ao ataque e mais uma vez o goleiro do Atlético precisou mostrar por que também é da Seleção ao fazer outra grande defesa. Pouco depois, Deiver Machado bateu firme de fora da área e levou muito perigo contra a meta de Weverton. Só que aos 13’ não teve jeito. John Duque fez boa jogada individual pela direita, entortou Sidcley dentro da área e bateu colocado por cima do arqueiro rubro-negro, que nada pode fazer para evitar o gol. Em vantagem no placar, o Millonarios manteve a pressão e o Atlético ficou acuado, sem conseguir reagir, contando com as boas defesas de Weverton e a atuação segura de Paulo André e Wanderson para segurar o resultado e levar a decisão para os pênaltis.

MAS QUEM RI POR ÚLTIMO... RI MELHOR!

Nas penalidades, a redenção. Com cobranças precisas, uma defesa de Weverton e uma bola na trave dos Millos, o Furacão garantiu a vaga para a próxima fase da Libertadores. O Rubro-Negro agora aguarda o vencedor do confronto entre Universitario (PER) e Deportivo Capiatá (PAR), que se enfrentam amanhã. No jogo de ida, os peruanos venceram os paraguaios por 3 a 1, fora de casa.

É SELEÇÃO! Mais uma vez, Weverton provou que é um dos melhores goleiros em atuação no futebol brasileiro e mostrou por que vem ganhando espaço na Seleção. O arqueiro rubro-negro fez defesas importantes e, de quebra, defendeu uma penalidade máxima para ajudar o Atlético a garantir a classificação.

EM COMPENSAÇÃO... O time do Atlético até começou bem, mas ao longo da partida se acovardou e praticamente assistiu o Millonarios jogar, correndo risco de ser eliminado no tempo regulamentar pela apatia. Não fosse o Weverton...

O GOL
1x0 - 13’/2º: John Duque - Depois de ótima jogada individual pela direita, o jogador do Millonarios invadiu a área rubro-negra e “entortou” Sidcley, que ficou caído no gramado enquanto Duque batia colocado para matar Weverton e fazer o gol da vitória, que levou a decisão para os pênaltis.


PRÓXIMOS JOGOS: Prudentópolis (fora), Deportivo Capiatá (casa), Coritiba (casa), Deportivo Capiatá (fora).

Libertadores da América - (08/02/17) - Millonarios (2) 1 x 0 (4) Atlético
L: El Campín; H: 21h45; A: Julio Bascuñán (CHI) CA: Cadavid, Otávio, Jonathan e John Duque; CV: não houve; PP: não divulgado; PT: não divulgado; R: não divulgada; G: John Duque, aos 13’ do 2º.

MILLONARIOS: Vikonis; Jair Palacios, Cadavid, Pedro Franco e Deiver Machado; Henry Rojas, Henao (Óscar Barreto 59’) e Jhon Duque; Ayron del Valle, Maximiliano Núñes e Elicer Quiñones (Harold Mosquera 64’). T: Miguel Ángel Russo.

ATLÉTICO: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio e Lucho González (Matheus Rossetto 82’); Pablo, Carlos Alberto e Nikão (Felipe Gedoz 68’); Grafite. T: Paulo Autuori.


Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
http://www.furacao.com/materia.php?cod=48525

Materias Relacionadas - 09/02/2017 - Libertadores - Autuori alterou ordem dos cobradores no último pênalti
- 09/02/2017 - Libertadores - Todos os cobradores do Atlético foram reforços
- 09/02/2017 - Libertadores - Autuori adverte: tem que aprender a sofrer
- 09/02/2017 - Libertadores - Adversário será definido nesta quinta
- 09/02/2017 - Libertadores - Sallim atribui classificação à continuidade do trabalho
- 09/02/2017 - Libertadores - Weverton: "É uma sensação inexplicável"
- 09/02/2017 - Libertadores - "Estamos felizes", resume Carlos Alberto

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Últimas Notícias
Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% não oficial - Agência Active