25 nov 2001 - 16h47

No último minuto

Mostrando muita raça, o Atlético empatou com o Guarani em 2 a 2 na Baixada. O jogo foi dramático para o rubro-negro, que acabou o jogo com nove jogadores, levou o segundo gol e, nos acréscimos, buscou novamente o empate. Agora o Furacão tem 48 pontos, em terceiro lugar ao lado do Fluminense, e terá que secar o Atlético Mineiro na última rodada para ficar em segundo.

O jogo começou tenso e muito movimentado. Aos 15 minutos, Lica tentou desarmar Adriano na área com um carrinho. O jogador pediu pênalti e vários atleticanos cercaram o árbitro Wilson de Souza Mendonça. Depois da confusão, Wilson expulsou Alex Mineiro e mostrou também o vermelho para o zagueiro Edu Dracena. Mesmo assim, o atleta permaneceu em campo. No intervalo, o árbitro se justificaria dizendo que mostrou o vermelho para o zagueiro apenas para sinalizar que havia expulsado Alex.

Aos 30 minutos, o zagueiro Gustavo arrancou para o ataque, fez ótima jogada e quase abriu o marcador para o Atlético. Aos 42, o Bugre acabou marcando. O jovem Léo fez linda jogada, driblou Nem na entrada da área e tocou na saída de Flávio.

Durante o final do primeiro tempo, os jogadores campineiros tocaram a bola em seu campo defensivo, irritando a torcida, indignada com a passividade do rubro-negro. Aos 44, Nem chutou um adversário por trás e acabou tomando o amarelo.

No intervalo, o técnico Geninho sacou o meia Rodriguinho e colocou Adauto, colocando o time para frente mesmo com um a menos. Depois de boas chances criadas, o empate acabou saindo aos 17 minutos. Fabiano foi derrubado por Wilson Surubim na área e o pênalti foi marcado. Kléber bateu com categoria e fez seu 98° gol com a camisa atleticana.

Aos 25, o Guarani teve ótima chance para marcar. Depois de falha de Nem, Léo ficou cara a cara com Flávio, mas acabou tropeçando e caiu, sem concluir para as redes. O Guarani passou a pressionar e marcou o segundo aos 39 minutos. Jadílson cruzou da esquerda, Flávio e Gustavo falharam e Wilson Surubim mandou para as redes.

O árbitro Wilson de Souza Mendonça anunciou que daria dois minutos de acréscimo. Justamente aos 47 minutos, Geraldo cobrou falta da ponta direita e Rogério Corrêa subiu para cabecear de dentro da pequena área e empatar a partida.

%ficha=200%



Últimas Notícias

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…