11 mar 2002 - 4h58

O QUE SERÁ , QUE SERÁ…

Carregando uma crise administrativa na bagagem, o Atlético seguiu no sábado para a Bolívia, com o objetivo de manter vivas suas chances de classificação na Copa Libertadores. O jogo será contra o Bolívar, em La Paz, mas a delegação fica hospedada em Santa Cruz de La Sierra, para que os jogadores não sintam os efeitos da altitude da capital boliviana. O grupo segue para o local da partida somente amanhã, dia do confronto.

O time paranaense precisa vencer as três partidas que restam para garantir a classificação. O Bolívar é o primeiro desafio. Na primeira partida, em Curitiba, o time boliviano, até então desconhecido, venceu o Furacão por 2 a 1. Desta vez, a equipe rubro-negra tentará dar o troco nos 3.400 metros da altitude de La Paz.

O técnico Geninho não confirma, mas Luisinho Neto e Dagoberto, que tiveram um bom desempenho na goleada diante do Malutrom, devem ser mantidos no time.

As alterações ficam por conta do retorno de Kléberson e Rogério Corrêaa. Com isso o volante Flávio Luís (na foto com Kleberson) e o zagueiro Wellington Paulo voltam para o banco de reservas. Flávio Luís só permanece no time se Cocito não se recuperar de um problema na coxa.

A partida entre Bolívar e Atlético terá arbitragem do equatoriano Bryon Moreno. Os auxiliares serão Pedro Ramos e Fernando Tamayo, também do Equador. O 4º árbitro será o boliviano Fidel Arana.

Fonte: Agência Cone Sul



Últimas Notícias

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…