3 abr 2002 - 22h58

PRESA FÁCIL

O Atlético jogou mal e apenas empatou com o Tubarão em 1 x 1 em jogo realizado na noite desta quarta-feira na Baixada. O primeiro tempo foi monótono, com pouquíssimas jogadas inspiradas de ambos os lados. Mesmo atuando com o meio-campo titular, o Atlético pouco produziu em termos ofensivos e dependeu de faltas cobradas por Luisinho Netto.

Kléber demonstrou estar sem ritmo de jogo, chegando atrasado em diversos lances. Ilan, por sua vez, também não foi bem, errando vários passes e prejudicando o ataque do Atlético.

Percebendo a dificuldade do time, o técnico Geninho resolveu mudar para o segundo tempo. Promoveu a estréia do volante Reginaldo Vital, que entrou em lugar do zagueiro Igor. Com isso, Cocito passou a jogar na zaga e Vital formou o meio ao lado de Kleberson e Adriano.

Porém, o último reforço atleticano não conseguiu se destacar e o panorama do jogo pouco mudou. Os laterais Luisinho e Fabiano também não terminaram o jogo. Eles foram substituídos por Alessandro e Fabrício.

Aos 27 minutos, a zaga do Atlético falhou feio e o Tubarão abriu o marcador com um gol de Marquinhos. A defesa errou ao tentar fazer a linha de impedimento e o Tubarão fez seu gol em um dos raros lances de ataque do time catarinense.

O Atlético partiu para a pressão e, mesmo não jogando bem, conseguiu o empate. O zagueiro Clairton colocou a mão na bola em um cruzamento de Alessandro e o árbitro marcou pênalti. Ilan cobrou bem e empatou.

Atlético: Flávio; Luisinho Netto (Alessandro), Igor (Reginaldo Vital), Nem, Rogério Corrêa e Fabiano (Fabrício); Cocito, Kleberson e Adriano; Kléber e Ilan. Técnico: Geninho.

Tubarão: Miguel; Ben Hur, Raphael, Tárcio e Clairton; Clóvis (Aldo), Bagnara, Marquinhos e Canindé; Eduardo (Jairo) e Marcelo (Téo). Técnico: Arnaldo Lira.

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Cleber Abade (SP)

Fotos: Gazeta do Povo



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…