3 abr 2002 - 7h54

Resumo dos jornais desta quarta-feira

Pela Sul-Minas, o Atlético pega o Tubarão na Arena – O jornal Gazeta do Povo fala sobre o retorno de Kléber “Em apenas três meses, Kléber chegou atrasado das férias, perdeu dois pênaltis, criticou publicamente o técnico Geninho, pediu para não viajar para a Bolívia, manifestou o desejo de ser negociado e perdeu a condição de titular”, diz a Gazeta. (Leia mais).

Atlético joga mais que três pontos – O Paraná-Online fala sobre o futuro do Atlético no primeiro semestre e das eleições na Baixada. “Para a partida de hoje, o comandante atleticano não poderá contar com o zagueiro Gustavo (suspenso) e com o atacante Dagoberto (contundido). Ígor entra na zaga e volta a figurar entre os titulares desde o começo de fevereiro (quando perdeu a vaga para Nem)”, diz o jornal. (Leia mais).

Cautela no avanço – O Lance! relata que o Atlético pretende passar por cima do Tubarão na noite de hoje “O Tubarão virou o carrasco dos paranaenses nesta competição. Venceu o Paraná por 2 a 0 e o Coritiba por 2 a 1. E os atleticanos não pretendem passar pela mesma situação de seus rivais”. (Leia mais).

Atlético busca vitória para treinar e “descansar” – O JE conta que o Atlético quer vencer para antecipar a classificação. “Caso vença o Tubarão, o Atlético chega a 27 pontos e fica muito perto da vaga. Poderá se classificar se o Criciúma não vencer o Inter, domingo.” (Leia mais).

Atlético recebe o Tubarão na Arena – A Folha de Londrina fala sobre o retorno do atacante Kléber “Kléber aposta que águas passadas não movem moinho. ‘O que importa é minha vontade de vencer. Nosso time pode ficar bem perto da classificação e ninguém quer jogar pela janela a chance. Contra o Tubarão vamos colocar em prática tudo o que trabalhamos durante esta semana”, conta o diário. (Leia mais).

Reginaldo Vital pode estrear hoje – O volante Reginaldo Vital que chegou como reforço do Gamba Osaka, há três semanas, pode estrear nessa partida. “O jogador fica como opção no banco de reservas, mas parece não se incomodar com a situação pois há cinco meses não entra em campo. ‘A vontade é grande de poder voltar e fazer gols e ver a torcida vibrar’, diz a matéria. (Leia mais).



Últimas Notícias