18 maio 2002 - 23h13

Atletiba é final de campeonato

Um Atletiba é sempre um jogo especial. Apesar de os torcedores atleticanos mais jovens não terem o Coritiba como o principal rival, o adversário ainda é muito lembrado pelos mais nostálgicos. Para esses, um clássico é como uma final de campeonato.

O Atletiba deste domingo será mesmo uma decisão. Se o Furacão vencer, os coxas estarão praticamente eliminados do Supercampeonato Paranaense. Isto porque o time tem somente um ponto e teria de decidir a classificação na última rodada em Maringá.

Assim, o jogo faz lembrar as mais recentes decisões entre Atlético e Coritiba. A última foi em 2000, quando Gustavo foi o autor do gol decisivo na Arena da Baixada. Dois anos antes, o meia Nélio marcou um dos quatro gols na goleada por 4 x 1 e calou os verdes.

Nélio já não está mais no Atlético, mas Gustavo ainda é garantia de segurança na zaga rubro-negra. Além dele, outros jogadores como Adriano e Cocito têm bom retrospecto em Atletiba.

O Atlético vai para o jogo da mesma maneira que atuou na estréia, contra o Grêmio Maringá: no esquema 3-5-2. O volante Cocito às vezes volta para ajudar a defesa, mas sua posição original será na meia-cancha, ao lado de Flávio Luís. Este, por sinal, guarda boa memória do último Atletiba (foto). Ele marcou um golaço, o segundo da vitória do Atlético por 2 x 0.

O único jogador do Atlético que nunca disputou um Atletiba é Reginaldo Vital. “Sei a rivalidade que é o Aletiba. Sempre assisti pela televisão e agora é a oportunidade de jogar e mostrar todo o meu futebol nesse clássico”, disse ele, que já enfrentou o Coxa diversas vezes defendendo o Paraná.

Geninho tem somente uma dúvida. Não sabe quem será o atacante titular que comporá o ataque ao lado de Alex Mineiro. Adauto, Kléber e Dagoberto disputam a vaga, com prioridade para o último.

CORITIBA

Fernando; Danilo, Picolli e Willians; Reginaldo Nascimento, Roberto Brum, Reginaldo Araújo, Sérgio Manoel e Alexandre Fávaro; Da Silva e Liédson. Técnico: Paulo Bonamigo.

ATLÉTICO PARANAENSE

Flávio; Alessandro, Gustavo, Rogério Corrêa e Fabiano; Cocito, Flávio Luís, Reginaldo Vital e Adriano; Kléber (Adauto ou Dagoberto) e Alex Mineiro. Técnico: Geninho.

Local: Couto Pereira, em Curitiba

Horário: 16h00

Árbitro: Cleivaldo Bernardo



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…