8 ago 2002 - 10h47

Atlético quer fazer história

Se conquistar o título do Campeonato Brasileiro é uma tarefa complicada, dá para imaginar o quanto é difícil sustentar o título no ano seguinte. Em 31 anos de existência da competição nacional, somente em cinco oportunidades o atual campeão conseguiu levar o troféu no ano seguinte. Palmeiras (por duas vezes), Internacional, Flamengo e Corinthians foram os únicos a conseguir o feito.

Desta vez, é o Atlético que quer repetir a dose da conquista. Para o atacante Kléber, o Rubro-Negro está chegando no Brasileiro exatamente como aconteceu no ano passado.

“Ninguém estava apostando suas fichas no Atlético no ano passado e acredito que, neste ano, está acontecendo a mesma coisa. Não fizemos um bom primeiro semestre, mas vamos provar que temos condições novamente de sermos campeões”, afirmou o atacante.

Já o goleiro Flávio é mais realista e acredita que será mais difícil conquistar o título desta vez. “O Brasileirão é o campeonato mais difícil do mundo. Para ganharmos esse, temos que fazer muito mais do que fizemos no ano passado. As outras equipes sabem das qualidades dos nossos jogadores e vão fazer uma marcação mais dura. Temos que nos preocupar primeiro em classificar e depois no título”, declarou o goleiro.

O técnico atleticano Valdir Espinosa também acredita que este campeonato será mais difícil. “Na verdade, são dificuldades diferentes. O Atlético passou de franco-atirador ao time mais preocupante do campeonato. São pouquíssimas as equipes que repetem o desempenho no campeonato seguinte. Mas vamos tentar fazer com que o raio caia duas vezes no mesmo lugar”, completou o treinador.

Fonte: L!Sportpress



Últimas Notícias

Notícia

Deu tela azul, no Azuriz

Pela sexta rodada do Campeonato Paranaense o Athletico recebeu o Azuriz. E desde o início demonstrou que está em franca evolução. Já aos 4 minutos,…

Torcida

Uma nova Aurora para o Furacão

A partida entre Athletico e Maringá realizada no último sábado, na Arena da Baixada, pela 3ª rodada do Campeonato Paranaense, foi um marco na vida…