9 ago 2002 - 19h52

Delegação viaja desfalcada de oito jogadores

A delegação atleticana embarca para cidade de Campinas sem oito jogadores considerados de grande importância para o Atlético. Inúmeros fatores são responsáveis pela ausência de atletas que certamente estariam escalados na equipe principal para enfrentar o Guarani na estréia rubro-negra no Campeonato Brasileiro.

Três jogadores continuam no Departamento Médico em tratamento. O volante Reginaldo Vital e os atacantes Alex Mineiro e Ilan são os primeiros nomes da lista de desfalques.

O volante Cocito e o zagueiro Gustavo ainda negociam uma possível renovação do contrato com o Atlético. A dupla apresentou uma proposta de aumento salarial. Porém, com a crise que se estabeleceu no futebol mundial, o Atlético apenas propôs manter os salários para somente no final do ano voltar a conversar.

“Os dois jogadores pediram um aumento que eles merecem. Na situação atual o Atlético não pode reajustar. Nós propomos ficar o mesmo salário até o final do ano onde voltaríamos a conversar”, explicou o Diretor de Futebol, Alberto Maculan.

Os meias Adriano e Preto, último reforço apresentado pelo Furacão para disputa do nacional, não puderam ser escritos para primeira rodada. A documentação necessária para registrar os jogadores junto a CBF não chegou antes da data limite. A previsão do Departamento de Registro do clube é que para segunda rodada do Campeonato Brasileiro eles estejam à disposição do técnico Espinosa.

Encerrando a lista de desfalques está o Pentacampeão Kleberson. O seguro do jogador ainda não está pronto o que impossibilita que o meia volte a vestir a camisa do Atlético.

“O Kleberson somente joga após o seguro estiver pronto”, concluiu Maculan.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Atlético



Últimas Notícias

Opinião

Se fosse simples….

…qualquer um faria! Hoje com o advento maciço da internet, todo mundo é chef, todo mundo é coaching, todo mundo é tudo! Basta ver uma…