20 ago 2002 - 22h21

Alessandro quer voltar à Seleção Brasileira

O amistoso da Seleção contra o Paraguai servirá como motivação para um jogador do Atlético na partida diante do Vitória, nesta quarta-feira, às 20h30min, em Salvador.

Desde que o técnico Valdir Espinosa chegou ao Furacão, o lateral-direito Alessandro está tentando se adaptar ao 4-4-2, para melhorar suas atuações e conseguir voltar a vestir a amarelinha.

O lateral foi o jogador que mais encontrou dificuldades no novo esquema tático atleticano. Alessandro diz que, quando se adaptar totalmente, será um dos laterais mais completos do futebol brasileiro.

“Não vai ser em um jogo que vou me adaptar. Eu já tinha jogado no 4-4-2, mas faz muito tempo e não durou tanto. Desde que cheguei ao Atlético, jogamos no 3-5-2. Tenho dificuldade em marcar e fico preocupado com isso, mas aos poucos estou me soltando mais. Quando me acostumar, serei um lateral mais completo”, disse Alessandro.

O lateral atleticano revelou que traçou uma meta para este segundo semestre. “Coloquei uma meta no meu caminho para voltar à Seleção. Vou trabalhar ao máximo para melhorar na parte técnica e ser convocado novamente. Nos dois últimos jogos do Atlético já fui bem melhor e pretendo continuar assim contra o Vitória. Tenho de mostrar meu trabalho no clube novamente”, analisou.

Alessandro acredita que a saída de Luiz Felipe Scolari pode atrapalhar seu retorno. “O Felipão é um amigo e conhece o meu trabalho. Mas também fui convocado com o Leão. Vamos ver se o próximo treinador vai acompanhar o meu trabalho. Estou com saudades de vestir a camisa do Brasil”, completou.

Fonte: L! Sportpress



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…