10 out 2002 - 12h36

Opinião: “análise”

O pior não é perder. É não ter perspectiva de recuperação. Como bem apontado pelo Sérgio Tavares, ninguém consegue imaginar um jeito de melhorar o time.

Para mim, o mais lastimável na noite de ontem foi a entrevista que Gilson Nunes concedeu aos jornais e rádios. Para ele, o time não foi mal. Teve uma atuação média.

Torço para acreditar que não seja isso realmente o que ele pensa e que se trate apenas de uma tática para não desmotivar os jogadores. Teremos um futuro sombrio se nosso técnico acreditar sinceramente que tivemos uma atuação média na partida contra a Ponte Preta.

É difícil consertar um time quando sequer se consegue fazer uma análise correta de seu rendimento.

Marçal Justen Neto
colunas@furacao.com



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…