22 out 2002 - 23h05

Petraglia leva seu apoio ao elenco rubro-negro

O elenco rubro-negro recebeu uma visita inusitada no treino do período da tarde desta terça-feira. O presidente do clube, Sr. Mário Celso Petraglia, esteve no Centro de Treinamento Alfredo Gottardi “Cajú” acompanhando o trabalho da comissão técnica e jogadores. O dirigente veiou trazer seu incentivo ao grupo antes do clássico contra o Coritiba.

“Com todo respeito ao Coritiba, nós vamos vencer o clássico e vamos nos classificar para fase final do Campeonato Brasileiro”, afirmou o presidente rubro-negro.

Petraglia aproveitou a oportunidade para desmentir alguns boatos e informações desencontradas que rodam o elenco rubro-negro. Segundo o presidente, os jogadores estão em perfeita forma física e, principalmente, não estão freqüentando a vida noturna como está sendo divulgado. Prova disso é que a concentração antes de cada jogo começa 48 horas antes.

“O Atlético está concentrando 48 horas antes das partidas para acabar com as especulações e fofocas infundadas. Para o clássico, os jogadores deverão se apresentar no CT na quinta-feira a noite. Quanto a questão da forma física, muitos esquecem que o diretor científico Antônio Carlos Gomes já estava no clube quando fomos Campeões Brasileiro”, explicou.

Antes de deixar o CT, o presidente rubro-negro afirmou que o Atlético vai atravessar a fase difícil em que está passando e mostrar que é um clube dos maiores instituições esportivas do Brasil.

“O Atlético é grande e não tem como voltar a ser pequeno. Isto que está acontecendo é apenas uma fase que vai acabar no clássico Atletiba”, concluiu.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…