29 out 2002 - 6h51

‘Efeito’ mobilização continua na Baixada

A vitória no Atletiba reacendeu a chama rubro-negra e promete ser a retomada do time aos bons momentos no Campeonato Brasileiro. Como numa missão impossível, o clube vai manter a mesma mobilização da semana passada para buscar a classificação à próxima fase da competição. Um trabalho de equipe, que envolveu desde a diretoria até os jogadores para o clássico, será mantido para os próximos jogos. Até uma polpuda premiação extra está prevista em caso de sucesso do time em campo.

São necessárias, pelo menos, quatro vitórias nas últimas cinco partidas desta primeira fase para o sonho do bicampeonato permanecer vivo. “A mobilização vai ser igual. Não, vai ser mais forte ainda”, promete o presidente Mário Celso Petraglia. Para tanto, mais um reforço foi confirmado. O diretor-superintendente Alberto Maculan também fará parte da delegação que vai a Porto Alegre hoje. Este dirigente é um dos mais queridos pelos jogadores e deverá animar ainda mais o ambiente.

Vale lembrar que, antes do clássico, vários empresários do futebol estiveram presentes na Arena e no CT do Caju para passar mais confiança aos jogadores, que não vinham atravessando um bom momento. Como deu certo, a tática será repetida. O próprio presidente garante que não baixa a guarda e continuará presente aos treinamentos e mantendo o contato com o elenco de profissionais. “Eu sempre estive lá, nunca deixei de estar. Só agora é que está aparecendo para a mídia”, garante.

Quanto à gratificação, ele não quis revelar valores, mas não esconde a intenção de premiar o time caso passe à próxima fase. “Todos os anos, a classificação tem uma premiação especial”, revela. O primeiro desafio do novo Atlético será amanhã, às 21h40, contra o Grêmio.

Fonte: Paraná-Online



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…