17 dez 2002 - 9h35

TREINANDO NO MÉXICO

Chegou ao fim a novela mexicana desenrolada nas últimas semanas, que teve como protagonista o agora ex-atacante atleticano Kléber. Depois de realizar todos os exames médicos e físicos, ele começou a treinar nesta segunda-feira no Tigres, da cidade de Monterrey.

A negociação foi fechada definitivamente pelo seu procurador, Hamilton Lacerda, que o acompanhou até o México. Os valores não foram divulgados oficialmente, mas fontes ligadas à diretoria do Atlético afirmam que o clube vai receber US$ 2,1 milhões e o jogador US$ 800 mil pela cessão de seus direitos federativos ao Tigres.

“Já conversei com o treinador (o brasileiro Ricardo Ferretti) sobre o esquema de trabalho do clube e a partir de agora estou à disposição dele”, declarou Kléber ao jornal mexicano El Norte. Além do técnico, outro brasileiro no clube é o meia Irênio, ex-América-MG.

Ferretti foi quem insistiu na contratação do atacante. Na semana passada o presidente atleticano, Mário Celso Petraglia, chegou a ir para Monterrey fechar o negócio, mas a diretoria do clube mexicano havia recuado após receber informações que deixavam em dúvida o caráter do jogador.

Fonte: Redação Terra



Últimas Notícias

Libertadores

Hoje é um novo dia…..

…. de um novo tempo/que começou Nesses novos dias/as alegrias/ serão de todos/é só querer. Esses nossos sonhos/ serão verdade o futuro já começou.  …

Fala, Atleticano

Mais do mesmo

Não consigo ver futuro no futebol que o meu time está praticando. Ou seja, não está jogando nada já faz um bom tempo. Vejamos: zagueiro…

Fala, Atleticano

Reflexões…

Após a Derrota contra o Fluminense… Nosso “DT” Felipão, implorou pelo apoio da torcida no jogo de quarta, pois é “vida ou morte”… O Atlhetico…

Fala, Atleticano

Nunca foi unanimidade

Nunca ele foi unanimidade perante a torcida do CAP, o “queridinho” do Petraglia, só conseguiu um destaque em 2018, sob a batuta do Thiago Nunes,…

Fala, Atleticano

Quatro derrotas, já deu!

No início desta temporada, foi informado à Nação Rubro Negra, que à prioridade era o Campeonato Brasileiro. Já passou, seis rodadas, vencemos duas sem convencer…