O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
18 mar 2003 - 7h28

Bons e velhos tempos

Bons e velhos tempos aqueles em que a Baixada lotava em dia de jogo do nosso Furacão. Indo aos jogos era aquela alegria dos torcedores, a Fanáticos empurrando o time para cima do adversário, a torcida inteira apoiando o time, víamos os jogadores lutando, correndo, suando, vestindo a camisa do Atlético com amor. Os que não podiam ir aos jogos ficavam escutando pelo radinho, acompanhando cada momento do ataque (que naqueles tempos tinhamos). Me lembro de escutar
jogos pelo rádio e quando o Atlético ia para o ataque e tinha um lance de gol o narrador falava: “E olha o grito da torcida”. E era um só grito fazendo pressão e empurrando a equipe adversária. Chegava até me arrepiar.

Me lembro também dos jogadores de um passado recente. Todos nós, e não adianta falarque não, pois todos criticávamos Kléber, mas pelo menos tinhamos um atacante. Errava muitos gols, mas quando fazia era uma obra prima. Que saudades de jogadores como Kleber, Alex Mineiro, Nem, Souza, o grande na defesa Gustavo, o tempo em que o talento de Kleberson brilhava e o fez ir para a Seleção, as boas atuações de Alessandro, a garra e determinação de Fabiano entre tantos outros jogadores que passaram pelo Furacão e nos deram alegrias.

Hoje, não tenho vontade de ir aos jogos do Atlético pois não irei pagar R$ 15,00, um preço injusto e abusivo da diretoria, para ver um bando de “zumbis” dentro de campo, salvo o sempre e iluminado Adriano que há tempos tem se mantido como o melhor jogador do Furacão e um dos melhores do Brasil. Ver jogadores como o fraco e “mimado” Ilan, o talentoso, mas somente na seleção brasileira sub-20, Dagoberto que não consegue se firmar no ataque Atleticano e dar as alegrias que a torcida espera desde a conquista do Brasileiro de 2001, ver a “revelação” Diego que foi eleito o melhor goleiro do último
campeonato mas ainda não provou porque veio vestir a camisa do Furacão, o pobre Alessando que não consegue mais acertar um cruzamento e nem dar seus dribles desconcertantes, Kleberson que pensa que está jogando em um time da Europa, ganhando milhões e que não precisa mais mostrar seu talento, sem contar os outros jogadores que nem vale a pena gastar tempo reclamando de suas más qualidades.

O que adianta todo mundo pedir paciência sendo que acaba sempre com a mesma história: não ganhamos mais nada! Até o ridículo time dos porcos conseguiu chegar a uma final e nós com todo o potencial que tem o Grande Atlético Paranaense não consegue mais nada.
A situação atual é crítica e temos que resolve-la pelo bem do Furacão.
Já chega a diretoria ficar falando que temos que ter um time de acordo com a realidade do futebol brasileiro. Mas do que adianta termos um time que custa pouco mas não traz nenhum retorno ao clube? Não chega a uma final de campeonato e que não é um motivo para os torcedores lotarem o estádio e prestigiar bons jogadores??? Quem está perdendo com isso além dos torcedores,é o próprio clube que deixa de ter retornos quando possui um time competitivo.

Veja a média de público dos jogos do Atlético esse ano! Um absurdo. Se tivessemos um eleco que insentivesse os torcedores irem ao estádio estaríamos lotando a Baixada em todos os jogos, estaríamos disputando o Tetracampeonato Paranaense e seríamos um forte candidato a ganhar a Copa do Brasil. Mas veja a situação em que estamos?
Nosso atual Presidente já mostrou que tem amor pelo Atlético assim como todos os outros torcedores Atleticanos tem, mas “ele” tem que cair na realidade e ver que se continuar com esse seu autoritarismo vai acabar afundando o nosso clube ao invéz de deixa-lo entre os maiores do Brasil. Ele já provou e fez muito pelo Atlético, mas está chegando a hora dele dar lugar a outros que também querem mostrar seu amor pelo Atlético transformando o atual e medíocre elenco em um elenco vencedor.

Estamos começando outra Copa do Brasil, logo vem o Campeonato Brasileiro e, como tem acontecido nos últimos campeonatos que temos disputado, temos que falar a mesma coisa: “Vamos esperar para ver”. Pois desde a conquista do título de 2001 não tivemos mais alegrias e sempre que começamos um novo campeonato não temos a certeza de entrar com um time que tenha raça e que tenha jogadores que queiram levar o nome do Altético ao mais alto topo: o de campeão.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…