24 mar 2003 - 8h50

POUCAS ALTERNATIVAS

Marcar gols é a meta do Atlético na quarta-feira, quando encara o Sport Recife no jogo de volta da Copa do Brasil. Na primeira partida, o rubro-negro paranaense foi surpreendido e perdeu por 3 x 2. Agora, vai precisar construir o placar de 2 x 0 se quiser seguir na competição.

Diante deste quadro, o técnico Vadão estuda alternativas para tornar a equipe mais ofensiva, sem pôr em risco o sistema defensivo. O maior problema do treinador, no entanto, é a limitação do elenco. Por mais que tente, ele não deverá levar a campo, na Ilha do Retiro um time muito diferente do que perdeu para o Sport.

No máximo, de acordo com o que vem se observando nos treinamentos, ele poderá abdicar do 3-5-2 e optar por um 4-4-2, com Rodriguinho entrando no meio-campo e Fabrício retornando à lateral-esquerda. Dagoberto e Ilan seguirão no ataque. “Não posso também sair trocando jogadores a cada má atuação, porque daqui a pouco teremos trazer um elenco novo”, justifica o treinador, dando a letra de que, se o desejo é mudar, peças não há.

Fonte: Futebolpr



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vale vaga na final

Depois do empate em dois gols entre Athletico e Flamengo pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil 2021, as equipes tiveram resultados…

Brasileiro

Cuidado!

  Foco na competição: No Brasileirão o Athletico ainda tem 11 jogos para disputar, o equivalente 33 pontos. Seis jogos em casa, cinco jogos fora.…