20 abr 2003 - 18h15

Furacão não empata nem com três atacantes

O técnico Oswaldo Alvarez partiu para o tudo ou nada no segundo tempo do jogo contra o Fortaleza, neste domingo. Perdendo por 1 a 0 deste os 28 minutos do primeiro tempo, o técnico tentou sempre manter a ofensividade do rubro-negro para manter o empate.

Assim, quando Rogério Corrêa se machucou, ainda na primeira etapa, ele colocou o atacante Ricardinho em seu lugar. Depois, na segunda etapa, não colocou um zagueiro depois da expulsão de Tiago. Ao invés disso, sacou o volante Luciano Santos e mandou a campo o meia Rodriguinho.

Em uma última tentativa, sacou Adriano, ameaçado de expulsão, e colocou o atacante Selmir. Porém, o rendimento da equipe foi fraco e as poucas chances criadas foram desperdiçadas.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Resumão

Resolvi escrever o texto somente hoje… Depois do jogo do Ceará, em que o time fez uma boa partida, curiosamente não foi comandado por Felipão…

Fala, Atleticano

Expectativa

Pois é, o que tenho agora é uma expectativa em relação ao futuro do CAP neste ano. Mudamos de técnico, alguns jogadores chegaram, outros foram…