O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
26 abr 2003 - 8h35

Ditadores

Curiosa a semelhança entre o Atlético e o Palmeiras. Comandados por ditadores que gostam de poder os times vão destruindo tudo que construíram. Mario Celso Petraglia e Mustafá Contursi são ditadores que guiam dois clubes que destruíram tudo que haviam construído. O Palmeiras com a bem-sucedida parceria com a Parmalat. O Atlético com a excepcional gestão de Mário Celso, Adur, Fornea e Zimmerman.

Paulo Vinícius Coelho, excelente comentarista da ESPN Brasil, afirmou que se a história do Palmeiras acabasse em 1988 e voltasse no ano passado, ninguém iria notar muita diferença. O mesmo se aplica ao Atlético em 1994. Voltando de lá para hoje não seria notada nenhuma diferença.

O Atlético se tornou grande, portentoso e adquiriu fãs por todo o Brasil. Por causa do totalitarismo do seu Presidente, apoiado por torcedores absurdamente passionais e criadores de mitos, o Atlético entrou em decadência, decepcionando a todos. O mesmo motivo da queda do Palmeiras. Beluzzo, candidato de oposição de Mustafá Contursi, afirmou que havia sugerido que ocorresse uma união de forças no Palestra na eleição desse ano. O presidente negou. Sabia que na votação do conselho ganharia. Queria ser único, absoluto. Isso muito se assemelha com o golpe de Mario Celso no ano passado.

Totalitários, acham que entendem de futebol. As contratações de Fabrício pelo Atlético e de Gustavo pelo Palmeiras revelam os critérios pouco convencionais de contratação. As partidas do Gustavo no ano passado não o recomendariam pra jogar nem na Terceira Divisão. A falta de uma camisa dez no Atlético é das coisas mais visíveis. E isso, desde a saída do Souza. Qualquer criança sabe que disso. Não precisa nem pagar 50 mil reais para um cientista.

Mesmo assim, acredito na força da nação atleticana. O que não podemos é deixar de apoiar o time nesse momento. Concordando ou não com a forma que o clube está sendo administrado devemos apoiar o time. Ele já esteve pior e a torcida nunca o abandonou. Mas não podermos deixar esse governo se perpetuar. A ditadura do Palmeiras já o levou para a Segunda. A do Atlético ainda não. Ainda. A hora é de união. Ok, Petraglia?



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…