O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
29 abr 2003 - 9h31

Obrigado, Atlético; Obrigado, Adriano

Neste domingo na arena, no jogo com o Criciúma senti algo diferente no ar, comentei com meu amigo, “O ESTÁDIO NÃO ESTÁ CHEIO, MAS O GRITO DA TORCIDAESTÁ CONTAGIANTE EMOCIONANTE, COMO HÁ MUITO TEMPO NÃO VIA ”

Senti aquele frio na barriga que só o atleticano de verdade sente em dia de jogo, aquele arrepio, aquela confiança de que nosso grande time faria um bom jogo. E o jogo começou, que pena que começou mal para o Atlético, mas mesmo assim estava confiante, tentei do meu modo apoiar o time sem parar, tanto que me revoltei ao ver alguns da nossa torcida vaiando o time, ora se quer vaiar vá ao Couto, não a baixada.

Mas dai veio o segundo tempo e nele o furacão brilhou, o furacão voou e engoliu o tigre, explodindo o nosso caldeirão de emoção. Delirava de emoção, não acreditava naquela linda vitória, e se não bastasse isso, percebi que o Adriano ao final do jogo estava correndo para a torcida, não pensei duas vezes, corri e me pendurei na grande e para minha alegria, o manto sagrado veio parar na minha mão.

Corri para o carro e não sabia se ria ou chorava, só sabia que naquele momento eu era o Atleticano mais feliz do mundo.

E é por este motivo que quero expressar o meu sentimento nesta carta, OBRIGADO ATLÉTICO E ORIGADO ADRIANO PELO PRESENTE MAIS BONITO QUE RECEBI NA MINHA VIDA, E MAIS UM OBRIGADO PELA LIÇÃO QUE DEU PARA AQUELES QUE VAIRAM O TIME, EM FRENTE FURACÃO. E mais, a camisa não está a venda pois como diria a propaganda da mastercad.

“EXISTEM COISAS NA VIDA QUE NÃO TEM PREÇO.”



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…