O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
4 maio 2003 - 10h56

Que pena! Mas valeu, Atlético!

Foi uma das derrotas mais injustas que vi do nosso querido Furacão, ontem, para o Cruzeiro. O nosso time era melhor em campo até tomar o terceiro gol. Mas, nenhum jogador pode ser responsabilizado desta vez. Nenhum! Todo o time foi aguerrido e determinado.

Ontem, infelizmente, Vadão mexeu mal no meio do segundo tempo. O nosso time estava melhor em campo, dominava o jogo, quando Vadão tirou o zagueiro Tiago e desnorteou nossa defesa. No primeiro lance, pelo lado onde jogava Tiago, o Cruzeiro fez o terceiro. Aí nosso Furacão foi pra cima e não tomou o quarto porque Leomar, duas vezes, cobriu a subida do time. Vadão, então, corajoso, tirou Leomar para tentar chegar ao empate. Só que, sem Tiago e sem Leomar, a defesa ficou à deriva, contra o potente ataque cruzeirense.

Não estou menosprezando nosso excelente treinador, em quem muito confio e acho que foi bastante corajoso ao jogar com pensamento de time grande: “vamos vencer o Cruzeiro”, pensou Vadão, ao fazer a primeira substituição. E “vamos empatar”, pensou ao fazer a segunda. Os efeitos, porém, foram funestos, mas são coisas do futebol. Vadão não é perfeito, pois, como se sabe, nenhum ser humano o é.

Que pena que ontem Vadão não acertou, mas ele e TODOS os jogadores estão verdadeiramente de parabéns. Fomos melhor que o “imbatível” Cruzeiro, dentro do Mineirão. Sinto, sinceramente, que, apesar do placar, foi o jogo da nossa afirmação e o ponto de partida para uma guinada na competição. Por sinal, isso já ocorreu na nossa história: em 1996, não fazíamos boa campanha e, jogando no Maracanã, contra o Flamengo, fizemos uma boa partida, melhor que o adversário, e perdemos o jogo por 2 x 1. Mas lá o grupo sentiu que era forte e que tinha condições de dar a volta por cima, o que realmente ocorreu ao longo das outras rodadas (saímos das últimas colocações e chegamos à liderança, após vencermos o Flu, naquele fatídico jogo em que Ricardo Pinto foi agredido nas Laranjeiras – e olha que naquele ano não havia segundo turno).

Estamos vivos! Vamos ajudar nosso querido time, torcida, mandando mensagens de apoio aos nossos atletas, comissão técnica e dirigentes (obs.: já usei esse espaço em outras ocasiões para criticá-los, mas, hoje, pela mudança de atitude deles, transmito meu apoio).

Saudações rubro-negras, meus caros e minhas caras.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…