O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
17 maio 2003 - 9h18

Nova Fanáticos

Olá amigos atleticanos e Fanáticos!

Gostaria de manifestar minha indignação para com esta “nova” torcida OS FANÁTICOS. Digo “nova” porquê já vivi outra época maravilhosa desta torcida, e que hoje em nada tem do espírito rubro-negro e fanático que havia em outra época. Não é apenas questão de saudosismo, mas sim de respeito.

Estou cansado de ir aos jogos, ou mesmo de vê-los pela TV, e ter que ver xingamentos despreocupados de alguns filhinhos de papai que vão à Arena só pra externalizar suas frustrações, tanto os da reta, quanto os da organizada.

O que vemos hoje é uma falta de compromisso e respeito tremendos para com a nação rubro-negra. Tudo começou quando houve uma reformulação da diretoria da Fanáticos com a saída de Renato Sozzi, e início da gestão do Julião. Nem posso falar tanto mal deste último, até porquê já esteve nas épocas anteriores e contribuiu muito para o engrandecimento da torcida. Até acredito que o principal problema foi deixar tudo nas mãos dele. Aí o que se sucedeu foi que alguns elementos que nunca haviam participado da torcida anteriormente se envolveram e hoje tem como “sua” a Torcida Organizada Os Fanáticos.

Coisas absurdas acontecem, e infelizmente muita gente nem sabe que em outras épocas não havia aquele cordão de isolamento pros “chefes” da torcida. Em outras épocas todos queriam ficar perto dos instrumentos e sempre havia espaço pra todos, hoje há esta discriminação e afastamento de outros que não façam parte da panelinha. Em outras épocas não havia aquele maldito caixote que alguns elementos utilizam pra aparecer mais que os outros na torcida. Belotto nunca precisou disto pra comandar a massa atleticana, e sempre organizou bem, afinal respeito não se conquista com imposição.

Quem viveu os tempos de Pinheirão e Atletibas no Couto Pereira sabe do que falo. A Fanáticos de hoje me envergonha. Os últimos anos foram os primeiros em que consegui ouvir a torcida adversária na própria casa do Atlético. Tente puxar uma música antes do jogo começar pra ver o que acontece. Você será hostilizado, pois segundo os “cabeças” desta nova torcida, não é bom cantar antes do jogo começar, porquê podemos “cansar”(sic). Sabem como isto era visto antigamente? Com palmas! Quem puxasse uma música era aplaudido e incentivado. Isto fazia com que a torcida crescesse cada vez mais.

Naquele tempo de Pinheirão a torcida começava a HUMILHAR as torcidas adversárias uma hora antes do jogo começar, e continuava durante o jogo. Aliás, continuava até depois do jogo. Sabem porquê? Porquê não havia esta babaquice de cantar só as músicas que os “donos” da torcida mandam. Lá qualquer desdentado era seu irmão. Lá o pessoal que queria ficar sentado era convidado a cantar junto, e não era
hostilizado porquê estava sentado.

Lá não vi em 10 anos as brigas entre torcedores do Atlético que vi em 3 anos de Arena, muito menos esfaqueamento. Lá não vi tanta hostilidade aos jogadores quanto as que vemos a cada jogo na nova Baixada. Campeões brasileiros como Flávio, Adriano, Kléber, Kleberson, Nem, e muitos outros, certamente já sentiram o desrespeito na pele e já não serão aqueles jogadores que elevarão o nome do Atlético no futuro, como alguns que já vimos no passado.

É claro que não posso culpar apenas a Fanáticos, pois o torcedor atleticano em geral também mudou (infelizmente), principalmente graças aos R$15,00 praticados nos últimos anos, mas grande parte da responsabilidade é da Fanáticos “atual” porquê pegou algo construido em 20 anos e destruiu rapidamente.

Antes do jogo contra o Criciuma, Juliano Suke conclamava a torcida para o apoio ao time. Não demorou muito pra máscara cair. Ele mesmo começou a vaiar os jogadores no primeiro tempo. Vergonha!!! Vergonha que se ele, Liminha, e seus companheiros tiverem levarão em conta o que disse o preparador físico do Atlético Solivan Dalla Valle: “Não concordo quando vocês (Os Fanáticos) gritam o nome de apenas alguns jogadores. Os demais entram em campo, já achando que serão vaiados e por vezes não tentam um lance mais agudo com medo de errar”.

Tentei aqui elencar alguns aspectos que são prejudiciais ao Atlético e também desabafar o que há muito me incomoda. Afinal, time ruim, troca-se os jogadores e melhora, diretoria ruim, troca-se e melhora, mas mudar o espírito da torcida é muito mais complicado.



Últimas Notícias

Brasileiro

Desastre aéreo no Maracanã

O Athletico foi massacrado pelo Flamengo, que impôs 5 a 0, ao natural, nesse domingo(14), diante de 62 mil pessoas, no Maracanã, pela 22ª rodada…

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…