28 maio 2003 - 10h26

Resumo dos jornais desta quarta-feira

Atleticanos cobram mais apoio da torcida
O Caldeirão voltou a ferver no domingo passado e ajudou a empurrar o time do Atlético para cima do Flamengo. Foi o maior público dos jogos dos paranaenses no campeonato brasileiro e o resultado expressivo ainda é comemorado pela torcida rubro-negra: 4 a 1 sobre os cariocas. Agora, os jogadores querem que a Arena esteja sempre lotada nas próximas partidas e seja uma arma a mais para a equipe manter o embalo e continuar galgando posições na tabela de classificação. (Leia mais).

 

Atlético leva “ducha fria”
O caso Washington – não aprovado nos exames cardíacos realizados pelo Atlético – conseguiu abalar o Rubro-Negro. Ontem, no primeiro dia de trabalho após a goleada sobre o Flamengo, jogadores e comissão técnica lamentavam o drama vivido pelo companheiro de profissão. (Leia mais).

 

Atlético-PR desiste de contratar Washington
A diretoria do Atlético-PR não vai mais contratar o atacante Washington. O jogador, que passou por uma cirurgia de desobstrução de artéria, foi vetado por uma junta médica constituída pelo clube paranaense. O ex-jogador da Seleção Brasileira está há quase seis meses tentando voltar ao futebol depois de se recuperar da operação. (Leia mais).

 

O novo rei da baixada
A ilustre galeria de goleadores do Atlético composta, entre outros, por Jackson, Sicupira, Washington, Paulo Rink e Kléber, está prestes a inscrever para a história o nome de mais um atacante: Ilan. Os três gols diante do Flamengo revelaram a excelente média de gols dele em jogos na Arena nesse Campeonato Brasileiro. (Leia mais).

 

Washington terá que ficar seis meses em tratamento
O atacante Washington terá que se submeter a um tratamento de seis meses para corrigir problemas de coração antes de voltar a jogar futebol. Esta foi a conclusão de uma junta médica contratada pelo Atlético Paranaense que fez exames no jogador. O clube se dispôs a apoiar o atleta a fazer todo o tratamento, caso ele queira fazê-lo em Curitiba. Só depois disso e dependendo de novos exames é que o jogador assinaria contrato. (Leia mais).

 

Vadão quer evitar sensacionalismo
O veto do departamento médico do Atlético para a contratação imediata do atacante Washington, em virtude de um problema coronário do atleta, foi recebido com tristeza pelo técnico Vadão. Amigo pessoal do jogador, Vadão aposta na recuperação plena do ex-artilheiro da Macaca que terá que ficar longe da bola por seis meses, de acordo com a recomendação médica rubro-negra. Solidário, o treinador atleticano refuta a idéia de que seu pupilo, atualmente com 28 anos, abandone prematuramente a carreira. E ainda, espera que o drama vivido por Washington não seja tratado de forma sensacionalista. (Leia mais).

 


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…