29 maio 2003 - 10h19

Fluminense vive situação precária

A edição desta quinta-feira do jornal O Globo veicula reportagem acerca da grave situação econômica-financeira pela qual atravessa o Fluminense Football Club, um dos clubes mais antigos e tradicionais do futebol carioca.

A reportagem, de autoria do jornalista Pedro Motta Gueiros, apresenta informações que chegam a ser estarrecedoras para uma equipe que disputa a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. A manchete é reveladora: “Faltam jogador, roupa e estrutura”.

Segundo o Globo, o técnico Renato Gaúcho só tem um zagueiro (Rodolfo) e dois atacantes (Sorato e Ademílson) em plenas condições de enfrentarem o Atlético, no próximo sábado. A estrutura do clube também é precária: há apenas um equipamento na sala de musculação destinado a exercícios para membros inferiores.

Porém, o mais impressionante é a ausência de uniformes, que são cedidos pela empresa Adidas. A reportagem relata que os uniformes de treino estão desfiados e desbotados, fato que causa vergonha aos jogadores. “Os jogadores sentem vergonha. Outro dia no hotel, o Lopes vestia short e camisas tão curtos que botou um agasalho para esconder”, revelou um integrante da comissão técnica, que não quis se identificar.

A reportagem completa pode ser encontrada no site O Globo On Line.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vale vaga na final

Depois do empate em dois gols entre Athletico e Flamengo pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil 2021, as equipes tiveram resultados…

Brasileiro

Cuidado!

  Foco na competição: No Brasileirão o Athletico ainda tem 11 jogos para disputar, o equivalente 33 pontos. Seis jogos em casa, cinco jogos fora.…