30 maio 2003 - 12h13

Resumo dos jornais desta sexta-feira

Vadão pede seriedade no treino coletivo do Atlético
Sem oba-oba no Atlético! Treinamento é trabalho e tem que ser levado a sério pelos jogadores. O puxão de orelhas foi dado ontem pelo técnico Osvaldo Alvarez ao perceber uma certa displicência da equipe titular no coletivo apronto para enfrentar o Fluminense. A intenção do treinador foi bastante clara: não quer ver ninguém calçando salto alto só porque o time está em ascensão e goleou o Flamengo por 4 a 1. Vadão sabe as dificuldades que o time passou para alcançar o tão sonhado equilíbrio e não quer pôr tudo a perder agora. (Leia mais).

 

Atlético tem “força operária”
Há algo que chame mais atenção no Atlético que os gols de Ilan ou as jogadas do trio Dagoberto, Adriano e Kléberson? Se a pergunta for feita para o técnico Vadão, a resposta será sim. “A voluntariedade de Leomar e Luciano Santos”, aponta ele, sem vacilar. (Leia mais).

 

Atlético-PR e Paraná disputam atacante Maurílio
Atlético-PR e Paraná estão na briga pela contratação do atacante Maurílio, que está retornando do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, na próxima semana. O jogador disputou o Campeonato Brasileiro do ano passado pelo Tricolor paranaense, marcando 14 gols na competição. (Leia mais).

 

Atlético tem sorte contra o flu
Os jogadores e a comissão técnica do Atlético abominam esse tipo de expressão, mas não há como negar: o Fluminense é um velho freguês em Campeonatos Brasileiros. Em 11 jogos realizados, o Furacão saiu de campo com a vitória em nove. Nas partidas restantes houve um empate e só uma derrota. (Leia mais).

 

Atlético busca primeira vitória fora de casa
O Atlético viaja hoje ao Rio de Janeiro para tentar conseguir, amanhã, a primeira vitória fora de casa, contra o Fluminense, no Estádio Giulite Coutinho. Até aqui, nas dez rodadas do Brasileirão, o Rubro-Negro jogou cinco vezes fora da Arena da Baixada e dos 15 pontos disputados conquistou apenas dois, nos empates com o Figueirense e com o Internacional. (Leia mais).

 

Atlético-PR quer tirar o “pijama”
Em casa, fica a vontade, intimida os adversários mostrando um rendimento satisfatório e sobe na tabela. Fora dos domínios, se mostra ansioso, erra o alvo e se enfraquece. Assim tem sido o comportamento do Atlético. (Leia mais).

 


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…