8 jun 2003 - 17h56

Macaca cai de quatro

Na fria tarde de Curitiba, o Atlético venceu a Ponte Preta por 4 a 2 na Arena da Baixada, com apenas 6.412 pagantes, e chegou aos 17 pontos no Brasileirão.

Com as ausências de Luciano Santos e Ilan, o Atlético entrou com Rodrigo e Selmir contra a Ponte Preta. Com essa formação, a equipe ficou enfraquecida na marcação e não começou bem.

Logo aos 10 minutos, Fabrício Carvalho chutou mal, mas a bola caiu justamente nos pés de Sergio Alves, que não perdoou e chutou no canto esquerdo de Diego, abrindo o placar para os campineiros.

Com o gol, a equipe da Ponte se acomodou e o Atlético cresceu, criando boas chances para empatar. No entanto, o gol rubro-negro só saiu aos 28 minutos. Após belo toque de Selmir, Rodrigo chutou forte para o gol de Alexandre Negri e fez a festa da torcida na Arena.

A equipe continuou buscando mais um gol no primeiro tempo, mas esbarrou na forte marcação dos alvi-negros e principalmente na violência de Roberto, que caçou Dagoberto por todo o campo.

Na volta para o segundo tempo, o Atlético voltou fulminante. Logo nos primeiros minutos Adriano invadiu a área adversária e chutou forte, mas Alexandre Negri fez uma boa defesa.

Aos 6 minutos, a Ponte Preta teve o lateral-direito Marquinhos expulso após cometer falta violenta em cima de Ivan. Em seguida, Abel Braga sacou seu melhor jogador em campo, Sérgio Alves, que saiu inconformado do gramado.

O rubro-negro partiu para cima do adversário, mas não conseguia acertar o último passe e deixou a torcida irritada. Alessandro e Kleberson não foram poupados pelos torcedores.

Somente aos 22 minutos o Furacão conseguiu virar a partida. Na raça, Adriano aproveitou a falha da zaga campineira e marcou o segundo gol atleticano.

Apenas depois do segundo gol o time rubro-negro começou a jogar bem. Tanto é que seis minutos depois saiu o terceiro. Fernando fez bela jogada e tocou para Dagoberto ampliar o placar.

A Ponte Preta reagiu aos 38 com Vaguinho e deu esperanças para seus torcedores. Mas minutos depois Dagoberto arrancou pela direita e fechou o placar ao marcar na saída do goleiro.

Na próxima rodada, o Atlético enfrentará o Coritiba com pelo menos quatro desfalques. Adriano, Kleberson e Ilan estarão defendendo a Seleção Brasileira e Dagoberto terá de cumprir suspensão automática.

Fotos: Furacao.com

12º Rodada – (08/06) – Atlético 4 x 2 Ponte Preta – Arena da Baixada
A: Wagner Tardelli Azevedo (RJ); CA: Gérson, Romeu, Ronildo, Dagoberto, Adriano, Jadson e Fernando; CV: Marquinhos; G: Sérgio Alves, aos 11 e Rodriguinho, aos 29 do 1°; Adriano, aos 22, Dagoberto, aos 28, Vaguinho, aos 38 e Dagoberto, aos 39 do 2°; P: 6.402; R: R$ 68.660,00.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Capone, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar (Jadson), Rodriguinho, Kleberson e Adriano; Selmir (Fernando) e Dagoberto (Izaías). T: Vadão.

PONTE PRETA: Alexandre Negri; Marquinhos, Gérson, Gabriel e Ronildo; Roberto, Romeu e Adrianinho; Jean (Luizinho Vieira), Fabrício Carvalho e Sérgio Alves (Mantena). T: Abel Braga.


Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…