O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
3 jul 2003 - 11h00

Vergonha

Tem gente que bate na mulher. Tem gente que chuta o cachorro. Tem gente que dá porrada num saco de areia. As pessoas descontam a raiva de várias maneiras. Nenhuma delas é admissível, já que raiva é algo que qualquer sujeito com um pouco de bom senso sabe controlar. Se quiser descontar, que desconte num saco de areia. Mas quando a raiva foge ao controle, é necessário que instrumentos organizados tomem conta da situação. Como a polícia.

O Furacão não está lá essas coisas. Depois da grande conquista do Campeonato Brasileiro de 2001, o máximo que nós conseguimos foi o Supercampeonato Paranaense (o inédito tri-campeonato) e o vice da Sul-Minas (o mesmo vice que o “verdes” ganharam e comemoraram e nós desprezamos).

Apenas um ano e meio passou desde nossa maior conquista. Ela deixou em êxtase a torcida atleticana. Mas nós queremos mais. Nós queremos mais títulos, mais glória. É natural. Depois que a gente chega num patamar, não quer mais descer. Mas nada explica a idiotice.

Na torcida, tem gente de todo jeito. Acredito que, numa estatística pessoal e livre de dados técnicos, que 99% da nossa gente tem bom senso. Mas tem aquele 1% que enche o saco. Aquele 1% que ainda vive na era de Neanderthal. Ogros. Gente que não constrói.

Desde que o mundo é mundo, destruir sempre foi mais fácil que contruir. Construir demanda empenho, suor, raça, força, dedicação. Para destruir apenas uma bomba basta. A humanidade levou milênios para construir uma civilização. Mas para destruir não leva mais que alguns minutos.

Com o Atlético acontece a mesma coisa. Demoramos 79 anos para fazer desse time a potência que é. E em alguns minutos alguns porcos fazem a sua parte para destruir. A nossa querida Arena, não demorou apenas 2 ou 3 anos para ser contruída. Ela demorou 79 anos. Até mais. Até Santos Dumont, inventor da aviação, torcedor do Internacional, que, junto com América, deu origem ao Atlético, deu sua contribuição.

Todos nós Rubro-negros temos a nossa parcela. E quem é atleticano de alma deve repudiar esses porcos que picharam a Arena. Malditos. É coompreensível que num estádio fedendo a urina e com tijolos aparentes, como o “deles”, aconteca esse tipo de coisa, como acontece. Mas na Arena, não. Isso é um retrocesso.

Nem o 18º lugar no campeonato explica. Isso é passageiro. Nós vamos sair dessa. É muito chato ficar momentaneamente por baixo. Mas destruir o nosso maior orgulho? É dar tiro no pé. Malditos sejam vocês que picharam a Arena. Que a vida ensine a vocês que não é com atitudes intempestivas que se faz a mudança. É com idéias, com atitude positiva. Vocês, que participaram da degradação do nosso patrimônio, não são atelticanos. São apenas vândalos. Podres. Porcos. Inúteis. Coxas-brancas. O Caldeirão não é lugar pra vocês.

Saudações Rubro-negras a todos os atleticanos de repudiam a atitude dos moleques que picharam a nossa casa.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…