29 jul 2003 - 20h31

Presidente do Vitória insiste no caso Alex

O presidente do Vitória S/A, Paulo Carneiro, voltou a insistir no caso Alex Mineiro. O clube baiano alega que o presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, havia prometido a liberação do atleta caso houvesse o acerto com o Tigres. Neste caso, o atacante seria reemprestado ao Vitória por seis meses.

Segundo Carneiro, o Vitória depositou US$ 40 mil para um fundo que administra o Tigres e só estava aguardando a autorização do Atlético para registrar Alex na CBF. Porém, o Furacão não liberou o atleta e resolveu renovar seu contrato até o final da temporada.

Indignado, o time baiano ingressou com uma ação na Justiça Estadual da Bahia a fim de impedir o registro do jogador e pedindo a condenação do Atlético em perdas e danos.

Nesta terça-feira, Paulo Carneiro concedeu entrevista ao repórter Osmar Antônio, da Rádio Banda B. Ele se disse decepcionado com Petraglia, a quem disse ter apoiado na luta contra a Rede Globo e a CBF em 97. Carneiro declarou que acreditava ter um bom relacionamento com o Atlético, mas ficou surpreso com a não autorização do clube.

Apesar disso, o Vitória contratou três atacantes depois que o negócio com Alex Mineiro fracassou: o peruano Maestri, Dênis, do Mogi Mirim e Enílton, que também era do Tigres, mesmo clube de Alex e Kléber. Com isso, o clube baiano praticamente assumiu que a contratação de Alex é uma possibilidade remota.



Últimas Notícias

Opinião|Sul-Americana

Libera a torcida!

Uma noite histórica em um jogo com um cardápio recheado de garra, luta, determinação, superação, entrega, guerra, -TIME DE GUERRA – sim não faltam adjetivos…