8 ago 2003 - 20h26

Para torcida, técnico ganhou o clássico

A enquete da Furacao.com que perguntava quem havia sido o principal responsável pela vitória contra o Paraná Clube terminou hoje. A torcida apontou Mário Sérgio como o grande articulador da vitória rubro-negra. Ele venceu com 56%, contra 16% dos jogadores e 11% da sorte.

Confira o resultado final:

Quem foi o responsável pela vitória contra o Paraná Clube?
Mário Sérgio 892 56.3%
Jogadores 268 16.9%
Sorte 188 11.9%
Torcida 183 11.6%
Diretoria 53 3.3%
Total de votos: 1584 De 6 a 8 de agosto

Leia alguns comentários da torcida:

Celso A. Ceccatto
Todos nós atleticanos sabemos que a vitória contra o Paraná se deve ao Mário Sérgio com a colaboração dos jogadores, que tiveram um novo ânimo com a vinda do novo treinador. E parte da vitória também se deve ao incentivo da nação rubro-negra que nunca abandona o time.

Alvaro Kosinski
Apesar de no Brasil não existir discussão sobre o assunto, por incapacidade da própria crônica esportiva, há técnicos que formam equipes e outros que apenas continuam o trabalho já instalado, fazendo pequenos ajustes. Mário Sérgio é do primeiro time e Vadão do segundo. Prova disso é que este em outros clubes em que precisou implantar um sistema não conseguiu êxito, mas quando continuou o trabalho deixado por Antônio Clemente se deu bem.

Polaco
A diretoria do Atlético arriscou o próprio pescoço entre domingo e quarta-feira desta semana. Demorou para acontecer, mas parece ter dado certo, principalmente pq há agora grande preocupação com a parte física do elenco, um problema que a torcida já havia detectado há tempos e que a comissão técnica anterior parecia não perceber.

José Roberto B. de Abreu e Lima
Bem, eu votei na Diretoria. Sobre o resultado da enquete, é dificil entender. Quem contratou o Mário Sérgio? Fica aí minha pergunta…

Julia Abdul
Eu acho que um pouco de tudo e todos. Se não fosse pela diretoria, o Mario Sérgio não estaria aqui. Se não fosse por ele, as substituições não seriam tão acertadas, se não fosse pelos jogadores não sairia o gol, e se não fosse a sorte, o Rogério, depois de incansáveis cabeceadas ao gol, nao teria feito e o Flávio não teria engolido um frango. Mas sem esquecer que sem a torcida esse time não vai pra frente. Festas cada vez mais bonitas.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…