10 ago 2003 - 19h03

Rogério Corrêa salva a pátria novamente

O Atlético arrancou um empate heróico contra o Grêmio na tarde deste domingo. Jogando num estádio Olímpico com boa presença de público (cerca de 19 mil pessoas), o rubro-negro sofreu um gol logo no início e teve o volante Juliano expulso no início da segunda etapa. Mesmo com um a menos, a equipe teve forças para buscar o empate.

O início do jogo foi ruim para o Atlético. Empolgado pelo bom comparecimento da torcida, graças à promoção realizada pela diretoria, o Grêmio partiu com tudo para cima do rubro-negro. Aos 6 minutos, George Lucas cobrou escanteio da esquerda, Jorge Mutt desviou de cabeça no primeiro pau e a bola foi próxima à outra trave. Juliano, de costas, dividiu de cabeça com Caio e a bola foi para o fundo das redes de Diego.

A melhor chance do Furacão ocorreu logo em seguida, aos 9 minutos. Ilan recebeu a bola no centro do campo e abriu para Alex Mineiro na ponta-direira. Alex dominou, ergueu a cabeça e cruzou rasteiro para o centro da área. Adriano apareceu livre, mas chutou muito forte, por cima do travessão. Depois do lance, o meia levou as mãos ao rosto, lamentando a falha.

Cinco minutos depois, foi a vez de Alex Mineiro cometer um erro que quase resultou em gol do Grêmio. Desatento, ele tocou para trás e acabou dando de presente para Caio, que partiu com a bola dominada do meio-campo até a área atleticana. Apenas dois adversários separavam Caio do gol: o zagueiro Daniel e o goleiro Diego.

Porém, ao tentar o drible, Caio acabou se atrapalhando e Daniel fez o desarme, evitando outro lance de perigo. Aos 17 minutos, Rodriguinho cometeu falta por trás em Caio e recebeu cartão amarelo. Na cobrança da falta, Rodriguinho tentou desarmar o adversário e acabou dando um chute forte contra sua própria linha de fundo, proporcionando outro escanteio ao Grêmio.

As melhores chances do time gaúcho surgiram nos escanteios e nos contra-ataques. Aos 26 minutos, o Atlético cometeu nova falha na marcação do escanteio e Caio quase marcou novamente, não fosse outro desarme de Daniel. E em um contra-ataque, aos 35, Rogério Corrêa falhou na frente da área, mas Bruno perdeu o tempo do chute e Leanderson bateu mal, para fora.

Três minutos depois, Daniel deu um chutão para frente, a zaga gremista rebateu e Alex pegou a sobra. O atacante tabelou com Adriano e deixou o meia na cara do gol, mas ele chegou atrasado e Danrlei fez a defesa. Aos 43, Adriano errou uma jogada, o Grêmio partiu em contra-ataque, Gilberto cruzou da ponta-esquerda e Bruno, no centro da área, chutou para fora.

Segundo tempo

Insatisfeito com a atuação ofensiva da equipe, Mário Sérgio fez duas modificações no início do segundo tempo. Sacou o lateral-esquerdo Ivan e o zagueiro Daniel e promoveu as entradas de Michel Bastos e Jadson. O objetivo era deixar o time mais habilidoso, capaz de escapar da forte marcação gremista.

Logo aos 2 minutos, Adriano recebeu cruzamento da direita e chutou forte, mas a bola passou à esquerda do gol de Danrlei. O Grêmio respondeu com Flávio Dias, que entrara no final do primeiro tempo no lugar de Caio, machucado. Ele recebeu lançamento na esquerda, invadiu a área e tocou na saída de Diego, mas a bola foi torta e passou paralelamente à linha do gol atleticano.

O Grêmio voltou a assustar por volta dos 9 minutos. Bruno tocou para Leanderson na direita e ele bateu cruzado, à direita de Diego. No minuto seguinte, Jorge Mutt pegou um rebote da zaga e chutou forte, para boa defesa de Diego.

O técnico Mário Sérgio fez sua terceira modificação aos 13 minutos: sacou Rodriguinho e colocou Fernando em campo. No minuto seguinte à substituição, o Grêmio teve grande chance para marcar, mas Jorge Mutt furou no centro da área.

A situação se complicou para o rubro-negro aos 15 minutos, quando Juliano foi expulso depois de receber o segundo cartão amarelo. Em um contra-ataque gremista, ele cometeu falta no meio-campo, abraçando-se com o jogador adversário e impedindo sua passagem. Aos 17, Flávio Dias chutou forte de perna esquerda, mas Diego fez firme defesa.

Aos 18 minutos, Alex Mineiro fez uma jogada maravilhosa. Ele pegou a bola próximo da linha lateral, driblou dois adversários, posicionou-se de frente para o gol, na meia-lua, e chutou forte. A bola explodiu na trave esquerda de Danrlei e o rebote voltou para a defesa gaúcha.

A torcida tricolor voltou a vibrar aos 27 minutos, quando Marcos Paulo pegou um rebote de Igor e chutou muito forte, raspando a trave esquerda do goleiro atleticano. No mesmo minuto, o Atlético respondeu com Michel Bastos, que avançou pela esquerda e chutou na rede pelo lado de fora.

O Atlético cresceu de produção no jogo e passou a pressionar o Grêmio, mas sem invadir a área adversária com perigo. Assim, restava aos atacantes atleticanos arriscar os chutes de longe. Aos 30, Ilan bateu de fora da área, mas o chute saiu fraco e Danrlei defendeu. Aos 36 minutos, George cruzou da direita, Bruno ganhou de três zagueiros, mas cabeceou para fora, assustando o goleiro Diego.

Porém, dois minutos depois, o Grêmio perdeu sua melhor chance. Depois de uma cobrança de falta errada no ataque, o Atlético sofreu o contra-ataque e Flávio Dias ficou totalmente livre para marcar. Ele bateu no canto esquerdo de Diego e o goleiro atleticano fez milagre, espalmando para escanteio e evitando o segundo gol.

Aos 40, Alex Mineiro cruzou da esquerda e Rogério Corrêa cabeceou para fora, tirando tinta da trave. Porém, dois minutos depois, o homem-surpresa do Atlético não desperdiçou uma segunda chance e marcou o gol de empate.

Jadson estava com a bola dominada aos 41 minutos próximo à bandeirinha de escanteio da ponta-direira. Ao tentar cavar um escanteio, a bola bateu na mão de um zagueiro gremista e arbitragem marcou falta. O próprio Jadson cobrou falta na área, mas Rogério Corrêa não alcançou. No máximo esforço, a bola raspou em sua cabeça e foi para a ponta esquerda.

Ilan se esforçou, alcançou a bola e fez novo cruzamento para a área. Desta vez, Rogério venceu a disputa a área com Anderson Lima e a bola quicou no solo. Rápido, o zagueiro esticou o pé direito e tocou no canto direito de Danrlei, que nada pôde fazer para evitar o empate.

[Fotos: Fernando Gomes / ZH]

25ª Rodada – (10/08) – Grêmio 1 x 1 Atlético – Olímpico
A:
Romildo Corrêa (SP); CA: Leanderson, Rodriguinho, Danrlei, Rogério Corrêa, Fernando, Adriano, Baloy e Flávio Dias; CV: Juliano; P: 19.060; R: R$ 66.060,00; G: Caio, aos 6 do 1°; Rogério Corrêa, aos 42 do 2°.

GRÊMIO: Danrlei; George Lucas, Baloy, Roger, Adriano e Gilberto (Douglas); Leanderson, Marcos Paulo e Jorge Mutt (Anderson Lima); Caio (Flávio Dias) e Bruno. T: Nestor Simionatto.

ATLÉTICO: Diego; Rodriguinho (Fernando), Igor, Rogério Corrêa, Daniel (Jadson) e Ivan (Michel Bastos); Juliano, Luciano Santos e Adriano; Ilan e Alex Mineiro. T: Mário Sérgio.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…