30 ago 2003 - 13h00

Resumo dos jornais deste sábado

Mário Sérgio faz mistério e pode mudar tudo de novo – As pistas de que o time não sofrerá radicalismos foi dado na entrevista coletiva após os trabalhos de ontem. “As vezes as pessoas se precipitam um pouco e muitas vezes interpretam mal aquilo que elas falam, mas eu acho que o trabalho do técnico é criar opções para o seu time”, desconversou. As palavras são contrárias ao que foi dito no início da semana, quando o próprio treinador declarou que seu esquema tático já estava ficando “manjado”. (Leia mais).

 

Atlético “veta” pela 2ª vez Washington – O Atlético colocará na segunda-feira um ponto final na novela Washington. Após uma nova bateria de exames no jogador, a junta médica contratada pelo clube afirmou ontem que ele não está ainda apto a jogar futebol. A história de mais um veto ao jogador só não veio à tona oficialmente nessa sexta por decisão exclusiva do presidente Mário Celso Petraglia. O Rubro-Negro chegou a redigir uma nota oficial sobre o caso, mas o dirigente achou por bem esperar a próxima semana para divulgá-la. (Leia mais).

 

Mário Sérgio faz mistério no Atlético-PR – Apesar de ter anunciado durante a semana que o Atlético-PR teria quatro zagueiros na partida contra o Criciúma, no interior catarinense, o técnico Mário Sérgio pode guardar o tática inovadora para outra oportunidade e continuar jogando no 3-5-2, neste domingo. As duas alternativas foram testadas pelo treinador, que considera o esquema com quatro zagueiros, num 4-4-2 sem os laterais, tão funcional quanto o de três zagueiros. (Leia mais).

 

Atlético busca contra-ataque – O Atlético tenta recuperar no domingo, na partida contra o Criciúma, sua característica mais marcante. “O contra-ataque forte sempre foi a marca registrada do Atlético e agora quero que volte a ser assim”, afirmou o técnico Mário Sérgio. “O que sempre me encantou neste equipe, na época do Vadão e mesmo antes deles, foi a velocidade’, explicou o treinador. As declarações de Mário Sérgio vão de encontro à postura do time no treino coletivo de sexta-feira, quando foi testado um esquema tático com quatro zagueiros na defesa (Igor, Daniel, Tiago e Rogério Corrêa) e com dois meias bem avançados: Adriano e Fernandinho. O atacante Ilan atuou mais recuado, armando os contra-ataques para estes dois jogadores e para Alex Mineiro. (Leia mais).

 

As invenções do técnico Mário Sérgio – Ontem, Mário Sérgio orientou um treinamento com a presença dos zagueiros Igor, Tiago, Rogério Corrêa e Daniel. Mas a confirmação do esquema inovador ainda não aconteceu. “Nós temos que treinar várias opções e até durante o jogo, a gente pode mudar. Você não pode ficar preso só numa formação tática. Então, é necessário treinamento para que o jogador, caso seja usada a fórmula, esteja familiarizado com ela”, afirmou Mário Sérgio, que, em São Paulo, já ficou famoso por causa dessas suas invenções. (Leia mais).

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…