31 ago 2003 - 21h06

Colunista dá notas aos jogadores

O colunista Eduardo Aguiar, da Furacao.com, assistiu ao jogo deste domingo contra o Criciúma e fez uma análise da atuação dos atletas rubro-negros. Confira como eles jogaram, na opinião de Aguiar:

Diego – Não teve culpa nos gols, mas precisa aprender a segurar os cruzamentos ao invés de “socar” a bola. Nota 6.

Alessandro – Fez um bom primeiro tempo e um péssimo segundo tempo. Nota 5.

Rogério Corrêa – Não estava onde deveria estar na hora dos gols do Criciúma. Zagueiro serve para defender, e não para atacar. Nota 4.

Igor – Mal posicionado. Nota 4.

Daniel – Quando ainda estava 1 a 0, quase entregou o segundo gol. Nota 4.

Ivan – Tentou atacar quando pôde. A substituição acabou sendo uma injustiça, ainda mais porque deu lugar ao inoperante Rodriguinho. Nota 6.

Juliano – Inoperante, não se achou em campo. Nota 2.

Douglas Silva – Marcou bem, mas quando quis criar acabou gerando contra-ataques do Criciúma. Cobrou 3 faltas de forma bizonha. Nota 4.

Adriano – Há tempos o Gabiru não é o mesmo. Não consegue alimentar o ataque e, quando chega, erra os arremates. Nota 4.

Ilan – A bola simplesmente não chegou ao ataque, mas tentou algumas jogadas individuais – uma delas gerou a expulsão do zagueiro do Tigre. De artilheiro do campeonato e selecionável do Parreira, está se tornando um mero coadjuvante no Brasileirão. Nota 4.

Alex Mineiro – Movimentou-se bem, mas não tinha ninguém para acompanhá-lo. Não arrematou uma bola ao gol adversário. Nota 3.

Fernando – Entrou com vontade, mas o time já estava perdido em campo. Nota 2.

Rodriguinho – Fez duas faltas grosseiras logo que entrou e de cara tomou o cartão amarelo. Não acertou um passe sequer. Um desses passes errados gerou o segundo gol do Criciúma. Nota 0.

Mário Sérgio – O time não se encontrou no esquema de quatro zagueiros, embora um deles tenha jogado na cabeça-de-área. Está cometendo o mesmo erro do Vadão: o Atlético não tem um esquema definido e ninguém sabe quem são os titulares. Já teve tempo suficiente para perceber que Juliano não tem bola para ser titular e que Rodriguinho não pode nem ficar no banco.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…