31 ago 2003 - 20h51

Confira todas as declarações de Mário Sérgio

Depois da derrota para o Criciúma por 2 a 0, o técnico Mário Sérgio concedeu entrevista coletiva e comentou a atuação do Atlético durante a partida deste domingo. Veja todas as declarações dele:

DOMÍNIO
“Eu acho que nosso time teve o domínio da partida sempre, mas não concluiu em gol as chances que teve. O adversário não teve nenhuma chance no primeiro tempo. No segundo tempo nós tomamos um gol e isso deu um desespero geral. O time saiu desesperadamente para cima deles e nos desorganizamos taticamente. O segundo gol foi conseqüencia disso”

DESESPERO
“O time deles é muito bom. Eu achei que eles iam jogar muito melhor do que eles jogaram. Mas eles fizeram um gol e aí virou bagunça nosso time. No futebol, não se precipita nada. A gente tinha de ter mantido a postura e ido buscar o resultado com organização. Não pode haver desespero”

MOMENTO DELICADO
“Nosso time foi mais organizado em campo, foi sempre melhor que o Criciúma até o gol. Aí foi outro jogo. O time se desorganizou e se perdeu. Não é admissível, mas a gente compreende pelo momento que a gente vive. A gente vive um momento perigoso e delicado”

FINALIZAÇÕES
“Nós tivemos as chances e as desperdiçamos. Aí é um problema individual, de finalização. E não adianta treino para resolver isso. É um problema emocional, que prejudica o jogador na hora da finalização”

SATISFAÇÃO
“Estava satisfeitíssimo com o primeiro tempo. Se eles tivessem jogado o que jogaram contra outras equipes aqui, seria um resultado normal. Mas nós jogamos melhor, então não dá para entender”

ALESSANDRO
“A volta do Alessandro foi a grande satisfação de todos. O Alessandro voltou a jogar o que jogava”

SEGUNDA DIVISÃO
“É melhor apoiar agora do que apoiar na segunda divisão. Agora nós teremos doze dias com todo mundo preso na concentração para que haja uma mudança de postura. Não estou jogando a culpa nos jogadores, mas acho que todos temos uma parcela de culpa, inclusive eu”

EMOCIONAL
“O desespero é o caminho mais longo que você pode percorrer para chegar a um resultado positivo. Se nós tivéssmos mantido a postura correta, talvez a gente tivesse conseguido o empate. Com essa postura desesperada, nós demos o contra-ataque para eles e sofremos o segundo gol. O problema é emocional e isso é sério porque é duro para resolver o emocional”



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…