21 set 2003 - 20h10

Jornalista gaúcho analisa o Atlético

As más jornadas do Atlético e a péssima fase do time no Campeonato Brasileiro já ultrapassaram fronteiras. Até a imprensa gaúcha está surpresa com a atual condição do campeão brasileiro de 2001.

Depois do jogo de hoje contra o Juventude, o jornalista José Alberto de Andrade, da RBS, afirmou ter ficado surpreendido com a apatia do rubro-negro.

“O Atlético Paranaense não viu a cor da bola no primeiro tempo. O Juventude sufocou e a prova disso foi o terceiro gol: o Marcão roubou uma bola na linha de fundo, na risca da grande área. Então, o Juventude deu combate o tempo inteiro”, disse José Alberto.

“O que eu posso garantir é que vai ter alguma coisa no Atlético. Vai ter uma revolução, alguma coisa forte vai acontecer. A gente conhece a fama e a realidade política do Atlético em termos de futebol. Conhece quem é o Mário Sérgio, o Dagoberto saiu chiando de campo, nossos repórteres acompanharam as declarações do Benê…Então, está fervendo a coisa no Caldeirão, para fazer até um trocadilho com o apelido da Arena da Baixada”, completou o jornalista gaúcho.

“O problema é a atuação do Atlético. É uma surpresa um time que tem um elenco como o do Atlético Paranaense ter jogado da maneira como jogou, tão frio dentro de campo, sendo comandado por alguém como o Mário Sérgio. Tem alguma coisa errada lá pelos lados da Arena da Baixada, isso fica nítido até para quem não convive e vai ter reflexos para o jogo contra o Internacional, na próxima quarta-feira”, finalizou ele.



Últimas Notícias