21 set 2003 - 11h16

Primeiro turno: Atlético 2 x 0 Juventude

Na tarde fria de Curitiba, o Atlético voltou a apresentar um bom futebol, principalmente no primeiro tempo, e venceu o Juventude por 2 a 0. Destaque para os dois gols do artilheiro Ilan.

Durante os primeiros minutos do primeiro tempo as duas equipes pouco se arriscaram ao ataque e apenas observaram o esquema de jogo do adversário, mas já era possível perceber que a equipe gaúcha veio com o objetivo de jogar nos contra-ataques.

Para a sorte do Atlético, a tática do Juventude não deu certo, pois a dupla de zaga estava bem postada e anulou as chances alviverdes. Já aos 17 minutos saiu o gol rubro-negro. O lateral-direito Alessandro avançou pelo meio, tocou para Dagoberto que, de primeira, passou para Ivan cruzar para Ilan. O atacante atleticano só teve o trabalho e colocar a bola no fundo das redes do goleiro Maurício.

Motivado pelo gol, o time atleticano partiu para cima em busca do segundo. E só não o fez com maior rapidez porque o árbitro da partida, Wagner Tardelli, deixou de marcar dois pênaltis claríssimos. Um em cima de Dagoberto e outro em Kleberson.

Mesmo assim, a equipe não vacilou e marcou o segundo gol novamente com Ilan, aos 28 minutos. O time gaúcho reclamou muito de uma possível falta antes de Ilan invadir a área, mas de nada adiantou. O Atlético fazia 2 a 0 e dominava a partida.

Foi então que os jogadores do Furacão relaxaram e deixaram o Juventude crescer no jogo. Mas nada que causasse perigo ao gol do aniversariante Diego até o final da primeira etapa.

Logo no início da volta para o segundo tempo, o Juventude ficou com um problema a mais: o zagueiro Maurício Fernandes sofreu falta de Ricardinho (que havia entrado no lugar de Ilan, machucado) e deu uma cotovelada no atacante atleticano. Wagner Tardelli viu e expulsou o beque gaúcho.

A torcida atleticana imaginou que com um homem a mais o time iria pressionar o Juventude em busca do terceiro gol. Mas não foi o que aconteceu. Os jogadores ficaram apáticos e pouco fizeram para furar o bloqueio adversário.

Durante boa parte do segundo tempo, o que se viu foram as trocas de bola entre as laterais do Atlético. A maior chance do rubro-negro foi o gol na cabeçada de Leomar, mas que foi anulado pelo árbitro da partida.

Com a vitória o Furacão soma 10 pontos na tabela de classificação e no próximo domingo irá a Porto Alegre enfrentar o Internacional.

Foto: Hedeson Silva / parceria Paraná-Online

8º Rodada – (11/05) – Atlético 2 x 0 Juventude – Arena da Baixada
A: Wagner Tardelli (RJ); CA: Mineiro, Filipe Alvim, Alessandro, Rodrigo Pontes e Capone; CV: Maurício Fernandes; G: Ilan, aos 14 e aos 25 do 1º.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Capone, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Kleberson e Adriano; Ilan (Ricardinho) e Dagoberto (Fernando). T: Vadão.

JUVENTUDE: Maurício; Mineiro, Renato, Maurício Fernandes e Filipe Alvim; Rodrigo Pontes, Fernando, Camazzola e Rafael (Caíbe); Marcelo e João Paulo (Geufer). T: Cristóvão Borges.


Últimas Notícias

Brasileiro

Saudades do ex? Por aqui, não.

Pela terceira rodada do Brasileirão, o Athletico foi até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio de Tiago Nunes. Surpreendente na escalação, António Oliveira iniciou o…