27 set 2003 - 20h43

Confira as declarações de Mário Sérgio

SUPERIORIDADE
“Acho que meu time foi muito superior e perdeu um jogo que podia ter ganho, assim como já aconteceu o inverso. Acho que isso é normal no futebol”.

HOMENS
“Não podemos de forma alguma crucificar um jogador em função de um resultado negativo. Temos de ressaltar que a atuação da equipe foi muito boa. Jogamos muito bem no segundo tempo e fomos melhor ainda quando tínhamos 9 contra 10. Os revezes acontecem e é nas derrotas que você vê os homens”.

ESTRATÉGIA
“Nós tivemos o jogo nas mãos. Os jogadores que entraram jogaram muito bem e isso nos deu uma força muito grande. Nós tivemos a chance de ganhar o jogo e se tivéssemos conseguido a vantagem, esses jogadores poderiam ter exercido sua qualidade técnica de forma muito maior. Mas infelizmente a estratégia não serve para nada”

MUDANÇAS
“A gente tem que mudar. Quando você está entre os primeiros do campeonato, você não tem que mudar. Mas quando você está em 18°, se você não mudar, você é covarde. E isso eu não vou ser nunca na minha vida”.

MOTIVAÇÃO
“A gente tenta motivá-los. Eu vi um time com muita personalidade em campo e por uma fatalidade perdeu o jogo. A gente não tem de culpar ninguém. A gente não pode ficar satisfeito com o resultado, mas tem de ficar esperançoso com o futebol que foi apresentado hoje”.

SATISFAÇÃO
“Eu fiquei satisfeito com o meu time hoje. Eu estou aqui há nove jogos e só não gostei do meu time em um jogo: contra o Juventude”.

INJUSTIÇA
“O resultado foi injusto, mas não adianta a gente ficar aqui chorando. O Flamengo é um clube de muita tradição, tem um bom treinador e nós conseguimos jogar uma bela partida no Maracanã”.

DALLAS
“Eu não vou. Eu acho que tenho de ficar aqui e preparar pelo menos algumas peças da equipe para o jogo de sábado, que é o jogo decisivo. Eu pedi à diretoria para ficar e pedi a liberação dos jogadores que podiam permanecer, aqueles cujo contrato não exigia a presença no jogo em Dallas”.

DESGASTE
“Eu já tinha feito essa separação dos jogadores. O desgaste será absurdo nesta viagem. Se eu não tiver pelo menos metade da equipe comigo aqui, descansada, vamos sofrer muito no jogo contra o Fluminense”.

DINHEIRO
“A minha preocupação é que a equipe toda não se desgaste nessa viagem. A diretoria não tem culpa porque futebol é dinheiro e não podíamos deixar de viajar”.

TORCIDA
“A gente não pode reclamar da torcida de maneira alguma. Nós temos de agradecer a torcida e pedir desculpas por esse resultado negativo de hoje”.

TIME IDEAL
“Eu tenho 15 jogos para encontrar um time ideal para nós. E eu vou encontrar esse time com toda a certeza”.



Últimas Notícias