9 out 2003 - 17h30

Atleticanos e coxas no combate ao crime

Adversários dentro de campo, mas unidos fora dele pelo bem do esporte, os jogadores, Fernando, goleiro do Coritiba, e Tiago, zagueiro do Atlético, trocaram nesta quinta-feir), mais de 200 bolas esportivas por armas de brinquedo com alunos do Colégio Estadual Santa Rosa, no Bairro Solitude, um dos locais com maior índice de criminalidade de Curitiba.

A iniciativa é da Paraná Esporte, em parceira com as Secretarias da Educação e da Segurança e teve como objetivo aproveitar a véspera do Dia das Crianças, período em que os brinquedos são o carro chefe do comércio e especial para incentivar a prática do esporte como forma de substituir as brincadeiras que incitam a violência.

“Nossos alunos vivem em bolsões de pobreza numa comunidade onde é comum a violência. Eles têm muita energia que deve ser aproveitada de forma positiva”, disse o diretor do colégio, professor Carlos Roberto Cardoso. A presença dos jogadores é uma forma de motivara as crianças razão pela qual foram convocados os jogadores dos clubes que se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro neste sábado.

“Não temos como quantificar o resultado positivo de uma ação como esta, mas tenho certeza que cada bola que foi distribuída aqui proporcionará momentos de alegria a muitas crianças”, disse o goleiro Fernando. Para Tiago, a imagem de jogador de futebol contribui no acesso às crianças. “Temos uma imagem de ídolo para esta garotada e isto tem que ser utilizado para o bem. Tudo o que fazemos pode ser refletido no cotidiano deles”, disse.

As 200 bolas de futebol, futsal, vôlei e handebol foram produzidas por presidiários da Prisão Provisória de Curitiba e da Penitenciária Central do Estado, através do projeto Pintando a Liberdade. “Esta é uma forma de contribuir com a campanha nacional de desarmamento, já que estamos trabalhando na base, educando os estudantes e também é uma forma de estimular a prática do esporte. Cada criança que recebeu uma bola vai utilizá-lo com vários outros amigos”, destacou Gomyde.

O secretário de Educação, Maurício Requião, destacou que estão sendo desenvolvidas várias ações com o objetivo de reduzir o índice de violência em escolas com o perfil da Santa Rosa. “Estamos estimulando a prática esportiva, cultural e também disponibilizando salas de informática em escolas dentro das comunidades carentes,” disse o secretário.

Também estiveram presentes no evento a chefe do Núcleo Regional da Secretaria de Educação, professora Sheila Marize Toledo Pereira, e o segundo-tenente do II Esquadrão de Polícia Montada, Márcio José Facio, da Polícia Militar, representando a Secretaria de Segurança.

Fonte: Agência Estadual de Notícias



Últimas Notícias