22 out 2003 - 7h54

Resumo dos jornais desta quarta-feira

Atlético recebe o Vitória e faz de conta que é em casa – A partida está programada para às 20h e crianças até 12 anos entram de graça e ganham uma camisa promocional do clube. Como o Café fica afastado do Centro de Londrina, o Atlético vai colocar oito ônibus para buscar e levar de volta torcedores de quatro pontos da cidade. (Leia mais).

 

Atlético tenta “sentir-se em casa” – Um dos times de pior campanha como visitante neste Nacional, o Atlético faz do marketing uma importante ferramenta para amenizar hoje o retrospecto do clube longe da Arena. (Leia mais).

 

Atlético-PR recebe o Vitória em Londrina – Furacão entra em campo buscando os pontos perdidos na Vila Belmiro. Baianos vem de um empate sem gols com o São Caetano. (Leia mais).

 

Defesa, a dor de cabeça do Atlético – Além dos números preocupantes o Atlético é a 9 pior defesa da competição, com 56 gols sofridos, um a mais que o lanterna Grêmio , o time não terá o goleiro Diego, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Ele tem sido muito importante para nós”, comentou Mário Sérgio. (Leia mais).

 

Atlético enfrenta o Vitória no Café – Com 44 pontos, o Atlético está em 16º lugar no Brasileiro. A diretoria optou por jogar em Londrina para ampliar o marketing do clube no interior do Paraná. A estratégia inclui a distribuição de camisetas, além de ingressos e transporte de graça até o campo para crianças até 12 anos. (Leia mais).

 

Diego vai desfalcar o Furacão em Londrina – O Atlético-PR enfrenta hoje o Vitória, em Londrina, com pelo menos dois desfalques: o lateral Alessandro e goleiro Diego, que receberam o terceiro cartão amarelo na última partida. Eles devem ser substituídos por Rodrigo e Cléber, respectivamente. (Leia mais).

 

Atlético conta com a galera para superar o Vitória – “Vamos ver se conseguimos lotar o Estádio do Café para provarmos a todos que o Atlético é o clube dos paranaenses. Londrina não recebe um jogo da primeira divisão desde 96 e eu não tenho dúvida de que teremos um grande público”, aposta o superintendente de futebol do Furacão, Antônio Carlos Gomes. (Leia mais).

 


Últimas Notícias