30 out 2003 - 11h17

Bate-papo: saiba mais sobre Alessandro Lopes

Alessandro Lopes nasceu em Ponta Grossa e foi revelado nas categorias de base do Atlético. Destacou-se nos Juniores não só pela segurança na defesa, mas também pelos gols de cabeça que marcou em favor do rubro-negro.

Foi promovido pelo técnico Mário Sérgio, em agosto de 2003 e fez sua estréia no clássico Atletiba, vencido pelo Furacão por 2 a 0. Ele entrou no fim do jogo substituindo Alan Bahia.

Quando você era criança e assistia futebol, imaginava que um dia estaria jogando?
Nunca, pois nunca imaginei que estaria jogando no Atlético. Imaginava em qualquer outro time, menos no Atlético por causa da estrutura que tem.

Qual foi a sensação ao assinar o seu primeiro contrato com o Atlético?
Fiquei muito feliz por entrar em um time com uma estrutura grande como a do Atlético. No começo pensei que seria só mais um menino a passar pelo Juvenil…

Como é morar no CT do Caju?
Aqui é um paraíso, pois temos de tudo: dentista, médico, salas de aula, até capela, entre outras coisas que são necessárias para o nosso conforto. Apesar de tudo que temos, vivemos numa verdadeira rotina de treinos e viagens.

E a sua família, como se sente?
Minha mãe está numa felicidade só. No começo ela não queria que eu viesse fazer o teste para entrar no Juvenil, porque meu pai era motorista de caminhão e eu era considerado o homem da casa. Mas quando fui aprovado minha mãe mudou de idéia e me apoiou muito. Agora que cheguei ao profissional ela se orgulha de mim, pois cada vez mais posso ajudá-la financeiramente.

Como foi estrear num Atletiba?
No começo do jogo eu estava nervoso, mas quando o Mário Sérgio me chamou para entrar me acalmei. É uma sensação maravilhosa olhar as duas maiores torcidas do Paraná e saber que eles esperam que você ajude no resultado positivo para o time. Foi uma grande emoção, pois foi minha estréia pelo profissional do Atlético.

Entrevista concedida a Camila Moreira da Silva, colaboradora da Furacao.com.



Últimas Notícias