10 nov 2003 - 21h55

Lugano telefonou a Igor e pediu desculpas

O zagueiro uruguaio Diego Lugano resolveu colocar um fim em toda a polêmica originada nos minutos finais do jogo deste domingo entre Atlético e São Paulo. O Furacão vencia por 4 a 3 e o São Paulo buscava a todo custo o empate.

Nos últimos minutos, o goleiro Rogério Ceni pegou a bola em seu campo defensivo, avançou até quase à linha do meio-campo e chutou a bola em direção à área atleticana. Lugano pulou juntamente com o goleiro Diego e o zagueiro Igor. O árbitro Jorge Rabelo paralisou o lance marcando falta em Diego, mas quem levou a pior foi Igor.

Na confusão, o cotovelo de Lugano acabou atingindo em cheio Igor, que foi imeditamente levado ao hospital. Ele fraturou um osso facial e foi internado, passando a noite em observação.

A polêmica surgiu a partir das declarações do técnico Mário Sérgio logo após o fim do jogo, na sala de imprensa da Arena. Ele criticou o jogador uruguaio e o chamou de mau-caráter, safado, pilantra, sem-vergonha e vagabundo. De quebra, ainda pediu sua expulsão do Brasil. Hoje, Mário Sérgio pediu desculpas publicamente a Lugano, alegando ter revisto o lance pela televisão e constatado seu equívoco.

Por sua vez, Lugano pediu ao companheiro Fabiano, muito amigo de Igor, para intermediar a conversa entre os dois. Ele ligou para o zagueiro rubro-negro. “O que me preocupou foi a saúde do Igor, mas falei com ele, que foi simpático e entendeu que não tive culpa”, disse o uruguaio.

Sobre as acusações de Mário Sérgio, Lugano disse não dar muita imporância, mas observou que em seu país essa questão seria resolvida em uma conversa entre os dois e não através da imprensa.



Últimas Notícias