13 dez 2003 - 9h21

Resumo dos jornais deste sábado

Atlético conseguiu um time para Domingo – Sem poder contar com os titulares de seu “time ideal” -são onze os desfalques que o treinador enfrenta desde sábado passado -, Mário Sérgio manda a campo o time com Diego, Rodriguinho, Alessandro Lopes, Daniel e Tiago Vieira; Fabrício, Bruno Lança, Alan Franco e Adriano, Jádson e Alex Mineiro. Destes, apenas Diego e Adriano são considerados titulares pelo treinador. (Leia mais).

 

Atlético se renova no adeus – Devido aos últimos cinco desfalques (11 no total), o treinador foi buscar no grupo da Copa Sesquicentenário os reforços para montar o time principal. Os volantes Allan Franco e Bruno Lança – ambos com 20 anos e integrantes dos juniores – serão titulares no Mangueirão. (Leia mais).

 

Trio ofensivo é a aposta – Com 11 desfalques para o jogo contra o Paysandu, uma das únicas armas do Atlético-PR passou a ser o trio ofensivo formado pelos meias Jadson e Adriano e o atacante Alex Mineiro. Enquanto os dois últimos e o goleiro são os únicos titulares à disposição do técnico, o primeiro foi mantido
na reserva pelo treinador apesar da insistência da torcida. (Leia mais).

 

Adeus ou decisão, dilema do Atlético – O Atlético entrará em campo no domingo, às 16 horas, sabendo se o jogo valerá uma vaga na Copa Sul-Americana ou se apenas estará cumprindo tabela. Conforme os resultados do sábado (ver quadro), o Rubro-Negro pode classificar-se para a competição continental com uma vitória sobre o Paysandu, pela 46 e última rodada do Campeonato Brasileiro. (Leia mais).

 

Furacão promove estréias – Mesmo com as chances mínimas de garantir presença na competição continental, a comissão técnica atleticana comemora a campanha do Clube. Após oscilar momentos bons e ruins e rondar a zona de rebaixamento, o Furacão encerra a temporada na elite do futebol e ainda com chances de acrescentar uma competição no calendário do próximo ano. (Leia mais).

 

Atlético viaja sonhando com o milagre – Para quem chegou a temer o rebaixamento para a segunda divisão, até que não dá para dizer que o time está encerrando sua participação no Brasileiro de uma maneira melancólica. A meta é a seguinte: o time terá que vencer o Paysandu, amanhã à tarde, em Belém, e torcer para que o Paraná Clube ou o Figueirense não vençam seus jogos. (Leia mais).

 


Últimas Notícias